Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Agronegócios

Publicada em: 09/08/2017 , por Jornalismo Uirapuru

A A A

Programa Gaúcho para valorização e qualificação da erva-mate ingressa na fase dois

Rádio Uirapuru

Uma reunião entre lideranças da cadeia produtiva da erva-mate no polo ervateiro do Nordeste Gaúcho, na última quarta-feira (02/08), no município de Machadinho, marcou o início das atividades do “Programa gaúcho para a valorização e qualificação da erva-mate – Fase II”. Essa fase contempla a seleção das prioridades a serem trabalhadas no polo ervateiro, elencadas no diagnóstico realizado e já validado pela comunidade ervateira regional. Nesta fase também será definida a estratégia local para a execução dessas prioridades. A reunião foi realizada na sede da Associação dos Produtores de Erva-Mate de Machadinho (Apromate).

 

De acordo com o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, Ilvandro Barreto de Melo, foram selecionadas ações de boas práticas de produção agrícola da erva-mate; boas práticas de fabricação para a erva-mate e derivados; qualificação da mão-de-obra dos produtores e trabalhadores do setor; fortalecimento da pesquisa, da assistência técnica e da extensão rural; melhoria da produção de sementes e mudas; manejo do solo; adequação do transporte da matéria prima; ampliação de áreas produtivas em sistema agroflorestal Cambona 4; aproveitamento do valor turístico da atividade; consolidação das parcerias; organização associativa; resgate, multiplicação e conservação da base genética local; melhoria constante dos produtos e ampliação da cadeia produtiva do porongo.

 

As ações de cada temática serão calendarizadas, como estratégia para ajuste do fluxo e execução de cada atividade. Segundo Ilvandro Barreto de Melo, o programa contará com três fases distintas, fase I – realização do diagnóstico e validação dos resultados, já realizado nesse polo, fase II - seleção das prioridades e planejamento estratégico em execução e fase III – aplicação, monitoramento, avaliação e possível correção nas ações planejadas e/ou executadas.

 

Para o gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar Passo Fundo, Dartanhã Luiz Vecchi, a fase II qualifica e valida todo o trabalho já desenvolvido no polo ervateiro no Nordeste gaúcho em prol da erva mate. “Trabalho esse, desde a identificação da Cambona 4, pesquisa e resultados adquiridos, hoje utilizados para a melhoria da qualidade dos ervais e aumento da produtividade. Tudo isso atrelados a significativa mudança da qualidade de vida dos produtores, bem como a grande evolução do setor ervateiro já ocorrida em Machadinho”, avaliou Vecchi.

 

Na avaliação da vice-presidente da Apromate Selia Regina Felizari será possível o direcionamento de ações que visam melhorias na cadeia produtiva da erva mate, desde tecnologias de produção de mudas e folhas, industrialização e turismo. “A atividade possui grande potencial de evolução, tendo em vista a organização e a união dos produtores de erva-mate, da indústria e das parcerias. Enfim, entendemos que esse programa norteará não só o polo Nordeste, mas os demais, promovendo a tecnificação do setor ervateiro e a valorização da erva-mate do Rio Grande do Sul”, constata Selia.

 

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Jogo Limpo

com Luciano Silveira

Segunda-Feira

das 20:10 às 21:30

ouça ao vivo



Você acha que a lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas ruas resolveu o problema da baderna noturna noCentro?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas