Chuva neste período são fundamentais para as lavouras de soja

Créditos: Arquivo/Rádio Uirapuru

As condições climáticas predominantes da semana passada de tempo seco, altas temperaturas e forte radiação solar trouxeram preocupação aos agricultores. A avaliação é do engenheiro agronomo da Emater/RS, Claudio Doro.

Durante o programa Cotações e Mercado, na manhã de ontem aqui na Uirapuru, Dóro citou que a cultura da soja no Rio Grande do Sul apresenta-se em estágio reprodutivo, com pouco mais da metade das lavouras (52%) em enchimento de grãos e 37% em floração. Essa é uma fase crítica da planta, onde a chuva é indispensável para o desenvolvimento das lavouras.

O engenheiro agrônomo destaca que neste momento o principal insumo da lavoura é a chuva, associada a umidade, sem isso, de nada adianta todo o cuidado e o investimento feito pelo agricultor até agora.

Na área do escritório regional de Passo Fundo, que abrange 42 municípios, a área plantada aumentou 1% em relação a safra passada, atingindo 613 mil hectares nesta safra.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas