Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Cidade

Publicada em: 13/02/2018 , por Jornalismo Rádio Uirapuru

A A A

Instalação da biblioteca do Papeleiro Chicão não avança por falta de iniciativa do poder público, destaca professor Ironi Andrade

Rádio Uirapuru
Créditos: G1
Instalação da biblioteca do Papeleiro Chicão não avança por falta de iniciativa do poder público, destaca professor Ironi Andrade

Desde a morte do Valdelírio Nunes de Souza, o “Papeleiro Chicão”, em 2016, muitas pessoas começaram a fazer doações para a sua biblioteca. Desde o início foi decidido que o acervo bibliográfico, que conta com aproximadamente 12 mil exemplares, não receberia obras de fora, ele ficaria intacto como Chicão deixou.

 

No entanto, todas as doações eram recolhidas e distribuídas a escolas municipais, principalmente as infantis, quem fazia isso era o professor Ironi Andrade e sua equipe. Mas, por falta de espaço e pessoas suficientes para atender a demanda, o recebimento de qualquer tipo de livro foi interrompido no último sábado.

 

O professor espera que o Poder Público assuma essa atividade, já que é grande o número de livros descartados quase todos os dias e, em sua maioria, são obras que ainda servem para pesquisas e leituras. Segundo o professor, o foco agora é transformar o que o Papeleiro Chicão fez em um bem público, do município.

 

Contou que ainda em 2016 foi realizada uma reunião com secretários municipais e na oportunidade o da Educação, Edemilson Brandão, indicou que a biblioteca poderia ser instalada na escola Guaracy Barroso Marinho, no bairro Alexandre Zacchia, inclusive com os móveis e tudo o que Chicão recolheu. A ideia é que fosse uma atração turística da cidade, aberta à visitação. No entanto, as tratativas não avançaram.

 

O professor Ironi Andrade explicou que a viúva de Chicão e as filhas terão que fazer a doação do material ao município. Disse que no momento em que a prefeitura marcar uma reunião elas vão comparecer porque também estão interessadas na preservação do acervo bibliográfico, mas o município não toma iniciativa.

 

Desde 2016 foi feito um acordo com a viúva de Chicão para que ela não venda o material recolhido pelo papeleiro, como contrapartida o professor Ironi, com a ajuda da comunidade, fez o conserto do telhado da casa onde ela mora, e todos os meses é entregue uma sacola econômica à família. A prefeitura também conseguiu um emprego para a viúva.

 

Secretário diz que para processo da biblioteca do Papeleiro Chicão avançar família deve fazer doação formal ao município

É de interesse da Prefeitura de Passo Fundo assumir a Biblioteca do Papeleiro Chicão, mas só vai poder alocar recursos públicos quando a posse do acervo bibliográfico for formalizada. A informação é do secretário de Educação, Edemilson Brandão.

 

Em entrevista à Uirapuru informou que, por se tratar de um patrimônio familiar, o qual foi deixado de herança pelo Chicão, a sua família precisa oficializar a doação, a partir daí o processo vai se desencadear. Segundo Brandão, a prefeitura está aguardando a manifestação dos familiares. Foi solicitado, inclusive, um inventário com a descrição de todo o material para a doação. Enquanto não ocorrer, a biblioteca é apenas uma hipótese.

 

Disse que a ideia inicial é de que ela fique junto à Escola Guaracy Barroso Marinho, no bairro Alexandre Zacchia, na região onde Chicão trabalhava. A instituição tem até um espaço, só que é necessário construir um local especial para o acervo, que é composto por, aproximadamente, 12 mil obras.

 

Edemilson Brandão contou que a própria escola acolheu com bastante interesse a ideia porque, além de ampliar o seu acervo, vai homenagear uma pessoa que foi destaque no atendimento às crianças do Zacchia através do Natal dos Papeleiros.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Comando da Madrugada

com Caroline Secchi

Quinta-Feira

das 00:00 às 06:00

ouça ao vivo

Você acha que a Assembleia Legislativa deve autorizar o governo a ouvir a população sobre a venda de estatais?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas