O maior da região norte: Passo Fundo Shopping é inaugurado

Créditos: Alex Borgmann

Hoje, 8 de novembro, desde às 10h, o Passo Fundo Shopping está aberto para a população, após meses de intenso trabalho. O Passo Fundo Shopping é agora o maior shopping center da região norte do Rio Grande do Sul, com mais de 170 operações, incluindo 9 lojas âncoras, 14 megalojas, 144 satélites.

O centro comercial conta com ampla praça de alimentação com vista panorâmica para a cidade, 3 restaurantes, complexo de cinemas com 5 salas de última geração, alameda de serviços, academia, supermercado, mais de 1800 vagas de estacionamento, totalizando mais de 49 mil metros quadrados de área construída em 75 mil metros quadrados de terreno. O investimento foi superior a R$ 210 milhões de Reais.

O empreendimento gerou mais de 2 mil vagas diretas de emprego com carteira assinada e outras 1500 vagas indiretas. Um hotel da Rede Intercity será construído em breve para absorver a demanda de público de fora da cidade, em um projeto particular.

Ontem (7) às 18h30, ocorreu a inauguração oficial, com a presença de autoridades e da imprensa local. A Uirapuru esteve presente no evento e conversou com um dos acionistas, Antoninho Roso. O investidor destacou que o Brasil atravessa a maior crise, com impacto direto na vida de muitas pessoas e empresários. Lembrou que depois de muita dedicação a obra finalmente foi entregue e já mudou a realidade do bairro.osso afirmou que o pior momento da crise já passou e agora é hora de recuperar o que foi perdido, seguindo com os investimentos que o povo quer. Destacou que apesar da crise os empresários acreditaram no shopping, com investimentos dos lojistas. O shopping será não só um espaço de compra, mas de gastronomia e lazer, com atrações para toda a família.

Presente no evento, o vice-governador do Rio Grande do Sul, José Paulo Cairoli, saudou o bom momento que o novo shopping traz para toda a região. O investimento direto no local foi de R$ 210 milhões, mas os lojistas e comerciantes gerais investiram outros R$ 140 milhões, totalizando cerca de R$ 350 milhões de investimentos em uma época de crise. Para Cairoli toda a cidade está de parabéns por ter virado o quadro da crise e mostrado que é possível dar um novo passo pelo desenvolvimento.

Para todo este investimento tomar forma foi preciso planejamento de engenharia, tornando um terreno simples em um enorme centro comercial. Segundo o arquiteto, Manoel Doria, responsável pelo projeto arquitetônico do shopping, o que foi feito no empreendimento é o que há de mais moderno em tecnologia no mercado, iniciando pelo método construtivo. O arquiteto contou que o shopping foi construído todo a partir de uma estrutura metálica, que já é sustentável, que demanda uma montagem mais limpa e industrializada, gerando menos resíduos. Doria contou ainda que havia uma preocupação na eficiência energética do empreendimento, que tem baixo consumo de energia elétrica. Para o arquiteto a maior dificuldade na realização do projeto foi o desnível de 20 metros existente no terreno com a Avenida Presidente Vargas. A criação do shopping em três pisos exigiu grande planejamento, mas o resultado chegou no esperado, com qualidade de nível superior.

Na construção do empreendimento também foram utilizadas 3.500 toneladas de aço e movimentados 150 mil metros cúbicos de terra no próprio terreno. O engenheiro Eugênio Bayer Reichmann explicou que para o aterramento do estacionamento descoberto, por exemplo, foi utilizada a terra escavada, não gerando nenhum tipo de poluição ambiental. Frisou que conseguiu equilibrar o empreendimento. A estrutura metálica também possibilitou uma organização melhor da obra, que ocupou uma mão de obra qualificada, mais reduzida, mas com grande resultado. Contou que a maioria dos fornecedores e prestadores de serviços são da região. O único agregado que não veio das proximidades foi o cimento, em razão de não haver indústria deste material na região.

Mais Imagens

Previous Next
Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas