Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Ieda Almeida

  • Segunda-Feira, 25/09/2017

    Ser líder

    Permanecer no topo é, com freqüência, mais difícil do que chegar lá em primeiro lugar.

     

    Ser líder implica enormes responsabilidades, desafios e vulnerabilidade. Trata-se de uma posição que deve ser encarada com confiança e uma certa dose de humildade.

     

    Só porque você é um vencedor hoje, não significa que o será pelo resto da vida. Só porque você conquistou grandes coisas, não fica imune ao fracasso. Desfrute a vitória, deixe-se abraçar pela glória, e então ache um desafio ainda maior. Leve sua visão para um novo patamar e veja coisas que jamais foram vistas.

     

    Não tem sentido vencer se isso o torna complacente em relação às novas realizações que você deve empreender. Veja cada conquista como um passo no caminho que leva a coisas maiores. Respire fundo e volte à corrida enquanto seu ímpeto está ainda forte.

     

    Quando você se torna líder, o desafio está apenas começando. Esteja à altura do desafio e suas possibilidades serão extraordinárias.

  • Sexta-Feira, 22/09/2017

    A ovelha não gosta do cão...

    "A ovelha não gosta do cão... Ele se parece demais com o lobo e a lembra dos perigos que existem além da cerca...

     

    O lobo odeia o cão... O cão se interpõe entre ele e sua presa , as vezes à custa de sua própria vida, e o faz vagar na escuridão com fome...

     

    O cão, mesmo sabendo ser indesejado pela ovelha e odiado pelo lobo, persiste em sua missão e segue protegendo os indefesos e combatendo os predadores."

     

    Ser Militar no Brasil é exatamente isso! Indesejado pela sociedade, odiado pela marginalidade, políticos e adeptos da ideologia do atraso ... E apesar disso, segue protegendo-a...

     

    Simples assim.

  • Quinta-Feira, 21/09/2017

    O elogio é um empurrão, pode fazer correr ou cair

    Quem não gosta de um elogio? O reconhecimento sempre agrada. Mas devemos nos lembrar de que a finalidade dos bons atos e do sucesso não é receber elogios, e sim contribuir para o bem e a paz, para fazer um mundo melhor.

     

    Que os elogios sirvam de incentivo, não que se tornem uma finalidade. Que sejam apreciados, mas não esperados.

     

    Todos nós desejamos ser aplaudidos.

     

    Só não podemos nos perder no som dos aplausos e esquecer que a vida não é um teatro.

  • Terça-Feira, 19/09/2017

    A dificuldade de agradar a todos

    Muitas pessoas se comportam da forma que imaginam que agradará a todos.
    Esta metáfora nos fala da impossibilidade de realizar este objetivo e sobre a necessidade de confiarmos em nosso julgamento interno.

    Em pleno calor do dia um pai andava pelas poeirentas ruas de Keshan junto com seu filho e um jumento. O pai estava sentado no animal, enquanto o filho o conduzia, puxando a montaria com uma corda.


    - "Pobre criança!", exclamou um passante, "suas perninhas curtas precisam esforçar-se para não ficar para trás do jumento. Como pode aquele homem ficar ali sentado tão calmamente sobre a montaria, ao ver que o menino está virando um farrapo de tanto correr?


    O pai tomou a sério esta observação, desmontou do jumento na esquina seguinte e colocou o rapaz sobre a sela. Porém não passou muito tempo até que outro passante erguesse a voz para dizer:


    - Que desgraça! O pequeno fedelho lá vai sentado como um sultão, enquanto seu velho pai corre ao lado.


    Esse comentário muito magoou o rapaz, e ele pediu ao pai que montasse também no burro, às suas costas.


    - Já se viu coisa como essa?, resmungou uma mulher usando véu. Tamanha crueldade para com os animais! O lombo do pobre jumento está vergado, e aquele velho que para nada serve e seu filho abancaram-se como seu o animal fosse um divã. Pobre criatura!


    Os dois alvos dessa amarga crítica entreolharam-se e, sem dizer palavra, desmontaram. Entretanto mal tinham andado alguns passos quando outro estranho fez troça deles ao dizer:


    - Graças a Deus que eu não sou tão bobo assim! Por que vocês dois conduzem esse jumento se ele não lhes presta serviço algum, se ele nem mesmo serve de montaria para um de vocês?


    O pai colocou um punhado de palha na boca do jumento e pôs a mão sobre o ombro do filho.


    - "Independente do que fazemos, disse, sempre há alguém que discorda de nossa ação. Acho que nós mesmos precisamos determinar o que é correto".

  • Segunda-Feira, 18/09/2017

    Nossa velha casa

    Recentemente, eu visitei a casa de minha infância. Com quase 70 anos, a casa tinha problemas que exigiam que muitas das paredes interiores fossem derrubadas para fazer reparos. Olhando para aquela casa que já tinha sido tão bonita, hoje cheia de entulho de construção e grandes buracos nas paredes e pisos, fiquei imaginando:

     

    - Quem iria querer uma propriedade com aparência tão feia?

     

    A nova compradora chegou e começou a nos mostrar todas as coisas que ela planejava fazer em nossa velha casa. Pelo fato de ela restaurar casas como profissão, o que nos pareciam problemas caros eram simples reparos para ela.

     

    Além disso, como a casa viria a ser o seu lar, tinha-se tornado um projeto especial para ela - ao qual dedicaria todo o seu carinho e conhecimento. O que enxergávamos como um fardo, ela recebia como uma aventura e um desafio.

     

    Ao refletir sobre isso, comecei a fazer um paralelo espiritual. Nossas vidas podem estar em mau estado, mas Deus, o especialista em restaurações, o Empreiteiro, trabalha pacientemente para nos restaurar para o serviço e honra no Reino.

     

    Talvez pensemos que nunca poderemos ser recuperados enquanto, o tempo todo, Deus está apenas esperando pelo convite para nos restaurar, curar e abençoar.

Pesquisar artigos anteriores

Dar esmola para moradores de rua resolve problema social?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas