Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Ieda Almeida

  • Quinta-Feira, 20/04/2017

    Ser livre

    Você tem o direito de escolher com quem, e como vai viver. Você pode mudar a sua vida. Você pode estruturar a sua vida como quiser. Porque você é livre! Você é livre para sofrer tudo o que você quiser!

     

    Perceba que sua liberdade lhe dá condições para sofrer tudo o que você quiser. Com uma simples cara fechada de seu marido resfriado, você pode acabar numa crise conjugal de um mês.

     

    Por causa de uma buzinada no trânsito, você pode se irritar o dia inteiro. Com a inflação do mês você entra em depressão profunda. Porque você é livre!

     

    Nada ou ninguém pode impedir você de sofrer tudo o que quiser. Perceba que nem mesmo muito dinheiro pode impedir você de se sentir pobre. Nem um grande amor pode impedir você de se sentir mal amado.

     

    Nem muitos amigos podem impedir você de se sentir solitário. Nem mesmo o sucesso pode impedir você de se sentir fracassado. Porque você é livre! Você só vai parar de sofrer quando você quiser!

     

    Perceba que é sua a opção pelo sofrimento. Algumas pessoas decidem estar no mundo para viver, outras para sofrer. E pensam que é seu destino sofrer. Isso é pura ilusão!

     

    Só quando você decidir, você pára de sofrer. "Porque você é livre!"

     

    Roberto Shinyashiki

  • Quarta-Feira, 19/04/2017

    Os filhos do quarto

    Antes perdíamos filhos nos rios, nos matos, nos mares,
    hoje temos perdido eles dentro do quarto!

     

    Quando brincavam nos quintais ouvíamos suas vozes, escutávamos suas fantasias e ao ouvi-los,
    mesmo a distância, sabíamos o que se passava em suas mentes.

     

    Quando entravam em casa não existia uma TV em cada quarto, nem dispositivos eletrônicos em suas mãos.

     

    Hoje não escutamos suas vozes, não ouvimos seus pensamentos e fantasias, as crianças estão ali, dentro de seus quartos, e por isso pensamos estarem em segurança.


    Quanta imaturidade a nossa.

     

    Agora ficam com seus fones de ouvido, trancados em seus mundos, construindo seus saberes sem que saibamos o que é...

     

    Perdem literalmente a vida, ainda vivos em corpos, mas mortos em seus relacionamentos com seus pais, fechados num mundo global de tanta informação e estímulos, de modismos passageiros, que em nada contribuem para formação de crianças seguras e fortes para tomarem decisões moralmente corretas e de acordo com seus valores familiares.

     

    Dentro de seus quartos perdemos os filhos pois não sabem nem mais quem são ou o que pensam suas famílias, já estão mortos de sua identidade familiar...

     

    Se tornam uma mistura de tudo aquilo pelo qual eles tem sido influenciados e pais nem sempre já sabem o que seus filhos são.

     

    Você hoje pode ler esse texto e amar, mandar para os amigos.
    Pode enxergar nele verdades e refletir. Tudo isso será excelente.

     

    Mas como Psicopedagoga tenho visto tantas famílias doentes com filhos mortos dentro do quarto, então faço você um convite e, por favor aceite !

     

    Convido você a tirar seu filho do quarto, do tablet, do celular, do computador, do fone de ouvido, convido você a comprar jogos de mesa, tabuleiros e ter filhos na sala, ao seu lado por no mínimo 2 dias estabelecidos na sua semana a noite (além do sábado e domingo).

     

    E jogue, divirta-se com eles, escute as vozes, as falas, os pensamentos e tenha a grande oportunidades de tê-los vivos, "dando trabalho" e que eles aprendam a viver em família, se sintam pertencentes no lar para que não precisem se aventurar nessas brincadeiras malucas para se sentirem alguém ou terem um pouco de adrenalina que antes tinham com as brincadeiras no quintal !"

     

    Psicopedagoga Cassiana Tardivo

  • Terça-Feira, 18/04/2017

    Abraço é coisa séria

    Abraço é coisa tão séria que não se empresta, se dá. E quando os corpos se encostam, todos os chakras se tocam. Abraço é coisa tão séria que junta os dois corações: pode ecoar para sempre ou esvaziar por inteiro.

     

    Pois quando a gente abraça, traz para dentro a pessoa: com bagagem, passado, infância, viagens e o principal: seu perfume espiritual.

     

    E o que recebemos nem sempre é o que damos, por isso alguns são afagos que nutrem por um longo tempo e outros, desespero pra matar a fome, um devoramento. Recuso abraçar levianamente, abraço com meu enrosco de afeto demais, amor puro, corpo colado para o abraço ser sentido, ter sentido.

     

    Abraço que é de verdade pode até ser dado de longe, pois ultrapassa as esferas e desconhece distâncias, é todo feito de encontro. Abraço é coisa tão séria que há de ser doce, leve, divertido, espontâneo, mesmo quando acalanto, colo ou celebração.

     

    A gente agarra por impulso de carinho porque a sintonia é a mesma. E quando o abraço termina, quando ele é dado de graça, fica a cosquinha no peito, uma brisinha na alma e a harmonia instalada.

     

    Por Resiliência Humana

  • Segunda-Feira, 17/04/2017

    Não se diminua para caber no mundo de alguém! Cuide-se!

    Não se diminua para caber no mundo de alguém! Não tente se encaixar onde não há espaço pra você e deixe de tentar se modificar tanto para servir aos gostos de outros. Não gaste dinheiro à toa tentando agradar quem nunca te deu nada em troca, e isso não precisa ser de valor comercial, sentimental também conta e muito.

     

    Não se iluda com as aparências – você pode estar fantasiando coisas onde na verdade só existe interesse e oportunismo. Não deixe suas carências dominarem seu senso de respeito. Ame-se, queira-se bem e não permita sofrer por algo que não existe.

     

    Você pode gostar e não ser recíproco, mas não gaste aquilo que é importante pra você com alguém que não faria nem a metade do que você faz – não troque seu tempo, seu dinheiro, seus amigos, sua vida por alguém que não te tem como prioridade.

     

    Perceba se nessa relação você também é valorizada – não por bajulações, mas de verdade. Se for você sempre a proponente dos encontros talvez seja o momento de parar e sentir a maré… Sinta se ele ou quem quer que seja também se move a seu favor… Não se submeta a coisas que você não gostaria de fazer ou dizer apenas para agradar. Seja aceita por quem você é. Não perca sua essência buscando outras verdades que não ressoam com seu ser.

     

    Se ele não está te correspondendo a altura, talvez seja o momento de se levantar, juntar as suas coisas e partir. Não se demore onde não há respeito e amor por você também. Desapegue-se!

     

    Sua intuição será sempre sua guia. Se tem algo que te incomoda e que você percebeu que não te faz bem, não insista! Não ache que tudo vai melhorar, geralmente não é isso que ocorre. Ouça a sua própria voz, ela sabe o que diz. Aprenda a escutá-la, há um mestre dentro de você.

     

    Ao perceber, apenas não deixe que esse sentimento se transforme em ódio ou qualquer coisa que te envenene. Seja inteligente e domine as suas emoções. Traga esse sentimento bonito de admiração e amor pra você e canalize em coisas que possam somar a sua vida! Seja criativa – use esse tempo e energia pra a arte por exemplo, para o esporte, para algo que te dê prazer.

     

    Jamais deixe de se sentir maravilhosa e especial. Seja você por inteira e não permita que nada a abandone. Seja sua, se ame, se queira bem e depois compartilhe isso com alguém. Empodere-se e cuide-se bem.

     

    Anieli Talon

  • Sexta-Feira, 14/04/2017

    É com as quedas da vida que a gente aprende o essencial

    O que é por direito seu ninguém toma. Ninguém modifica os seu passos e destrói seus sonhos. Você não pode esperar muito dos outros, tem que ir lá e fazer. Você não deve ficar estagnado esperando que as coisas caiam do céu, é preciso se mexer.

     

    Enquanto se culpa pelos caminhos tortos e pela conquista do outro, enquanto questiona Deus porque fulano conseguiu e você não, porque não para, analisa o mundo ao seu redor, liste o esforço de quem conquistou o que você tanto queria e se orienta? Não inveje, trabalhe. Trabalhe incansavelmente por um ideal, o resto deixa por conta de quem ilumina seus passos e não dorme pra te ver crescer dia após dia.

     

    É com as quedas da vida que a gente absorve o essencial. É pelas lutas diárias que a gente traça o que realmente vale a pena. É através dos diversos erros que a gente aprende na marra a não errar de novo. É sendo nós mesmos que damos valor a quem não desistiu da gente por ser quem somos. É pela cabeça dura, pelo coração calejado, pelos joelhos ralados e pelo cansaço diário que a gente enfrenta sem pensar duas vezes.

     

    O que é garantido por Deus ninguém impede, nem mesmo os ventos contrários. Então sossega e reforça a fé que eu sei que você traz bem ai dentro. Por maiores que sejam os problemas e que a nuvem cinza te rodeie, não perca o foco, não desanime. Não tenha medo de tentar, de investir em algo que você acredita. Não é fácil, mas recuar agora é dar um passo pra trás e desistir do que você vem prometendo pra si mesmo.

     

    Mesmo que exista um passo em falso, um receio de não sair como planejou. Mesmo que você reforce os achismos e corra o risco de retroceder, seja otimista e NÃO DESISTA. Vai com calma e seja positivo, as palavras tem poder. Você precisa correr atrás do SIM, da vitória, do que você vem buscando faz algum tempo. Não subestime sua capacidade de se superar. Não deixe que digam que você não consegue. VOCÊ CONSEGUE A HORA QUE QUISER!

     

    Você tem um valor imensurável e uma força de vontade sem igual, arregace as mangas e corra atrás. Reconheça suas incertezas mas não as deixe dominar. Não permita que te falte força pra lutar e percepção para seguir em frente de cabeça erguida. Seja feliz aonde quer que esteja, e independente do que você tenha conquistado até aqui, não deixe de agradecer, não deixe de ter fé, não deixe de ser você.

    www.resilienciahumana.com.br 

Pesquisar artigos anteriores

Você acha que o Brasil precisa de uma Reforma Trabalhista?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas