Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Ieda Almeida

  • Quinta-Feira, 02/02/2017

    Respeitar as opções

    Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado.

     

    Ele se vira para o chinês e pergunta: - Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz?

     

    E o chinês responde: - Sim, quando o seu vier cheirar as flores. As pessoas são diferentes, agem diferente e pensam diferente. Portanto, nunca julgue. Apenas tente compreender."

     

    Moral da História: "Respeitar as opções do outro, em qualquer aspecto, é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter."

  • Segunda-Feira, 30/01/2017

    Faz de conta

    Recentemente uma professora, que veio da Polônia para o Brasil ainda muito jovem, proferia uma palestra e, com muita lucidez trazia pontos importantes para reflexão dos ouvintes.


    Já vivi o bastante para presenciar três períodos distintos no comportamento das pessoas, dizia ela.


    O primeiro momento eu vivi na infância, quando aprendi de meus pais que era preciso ser. Ser honesta, ser educada, ser digna, ser respeitosa, ser amiga, ser leal.



    Algumas décadas mais tarde, fui testemunha da fase do ter. Era preciso ter. Ter boa aparência, ter dinheiro, ter status, ter coisas, ter e ter...
    Na atualidade, estou presenciando a fase do faz de conta.



    Analisando sob esse ponto de vista, chegaremos à conclusão que a professora tem razão.
    Hoje, as pessoas fazem de conta e está tudo bem.


    Pais fazem de conta que educam, professores fazem de conta que ensinam, alunos fazem de conta que aprendem.



    Profissionais fazem de conta que são competentes, governantes fazem de conta que se preocupam com o povo e o povo faz de conta que acredita.

     

    Pessoas fazem de conta que são honestas, líderes religiosos se passam por representantes de Deus, e fiéis fazem de conta que têm fé.



    Doentes fazem de conta que têm saúde, criminosos fazem de conta que são dignos e a justiça faz de conta que é imparcial.


    Traficantes se passam por cidadãos de bem e consumidores de drogas fazem de conta que não contribuem com esse mercado do crime.



    Pais fazem de conta que não sabem que seus filhos usam drogas, que se prostituem, que estão se matando aos poucos, e os filhos fazem de conta que não sabem que os pais sabem.


    Corruptos se fazem passar por idealistas e terroristas fazem de conta que são justiceiros...


    E a maioria da população faz de conta que está tudo bem...


    Mas uma coisa é certa: não podemos fazer de conta quando nos olhamos no espelho da própria consciência.


    Podemos até arranjar desculpas para explicar nosso faz de conta, mas não justificamos.
    Importante salientar, todavia, que essa representação no dia-a-dia, esse faz de conta, causa prejuízos para aqueles que lançam mão desse tipo de comportamento.


    A pessoa que age assim termina confundindo a si mesma e caindo num vazio, pois nem ela mesma sabe quem é, de fato, e acaba se traindo em algum momento.


    E isso é extremamente cansativo e desgastante.


    Raras pessoas são realmente autênticas.


    Por isso elas se destacam nos ambientes em que se movimentam.


    São aquelas que não representam, apenas são o que são, sem fazer de conta.


    São profissionais éticos e competentes, amigos leais, pais zelosos na educação dos filhos, políticos honestos, religiosos fiéis aos ensinos que ministram.


    São, enfim, pessoas especiais, descomplicadas, de atitudes simples, mas coerentes e, acima de tudo, fiéis consigo mesmas.


    Você sabia?


    Que a pessoa que vive de aparências ou finge ser quem não é corre sérios riscos de entrar em depressão?


    Isso é perfeitamente compreensível, graças à batalha que trava consigo mesma e o desgaste para manter uma realidade falsa.
    Se é fácil enganar os outros, é impossível enganar a própria consciência.


    Por todas essas razões, vale a pena ser quem se é, ainda que isso não agrade os outros.


    Afinal, não é aos outros que prestaremos contas das nossas ações, e sim a Deus e à nossa consciência.


    Maktub

  • Sexta-Feira, 27/01/2017

    A cada dia

    Cada dia é uma oportunidade de tornar sua vida o que você quer que ela seja. Tudo é possível quando você trabalha para isso, um dia de cada vez. Pule um dia e você perderá uma chance. Tente fazer tudo ao mesmo tempo e você falhará.

     

    Trabalhe constante e firmemente, dando importância a cada dia, e você atingirá suas metas. Hoje você tem a chance de crescer, de fazer um pouco mais do que você fez ontem, um pouco melhor, com um pouco mais de eficiência.

     

    Todo mundo pode fazer um pouco mais, aprender um pouco mais e crescer um pouco mais a cada dia. Logo, com um esforço consistente, esses “pedacinhos” se somam e se transformam em grandes realizações.

     

    Há alguma coisa que você queira mudar? Hoje é o dia de começar a fazê-lo. Existe um cliente que você queira conquistar? Hoje é o dia de começar a fazer com que tudo isso aconteça.

     

    Você precisa perder peso? Hoje é o dia de começar a fazê-lo. Não na próxima segunda-feira ou no mês que vem: hoje.

     

    Você merece alcançar seus objetivos quanto antes. Controle o dia de hoje e você controlará sua vida.

  • Quinta-Feira, 26/01/2017

    Uma xícara de café

    Um grupo de profissionais, todos vencedores em suas respectivas carreiras, reuniu-se para visitar seu antigo professor. 

    Logo a conversa parou nas queixas intermináveis sobre stress no trabalho, e na vida em geral.
    O professor ofereceu café. Foi para a cozinha e voltou com um grande bule e uma variedade das melhores xícaras: de porcelana, plástico, vidro, cristal...
    Algumas simples e baratas, outras decoradas, outras caras, outras muito exóticas...
    Ele disse:
    - Pessoal, escolham suas xícaras e sirvam-se de um pouco de café fresco.
    Quando todos o fizeram, o velho mestre limpou a garganta, calma e pacientemente conversou com o grupo:
    - Como puderam notar, imediatamente as mais belas xícaras foram escolhidas, e as mais simples e baratas ficaram por último. Isso é natural, porque todo mundo prefere o melhor para si mesmo. Mas essa é a causa de muitos problemas relacionados com o que vocês chamam "stress".
    Ele continuou:
    - Eu asseguro que nenhuma dessas xícaras acrescentou qualidade ao café. Na verdade, o recipiente apenas disfarça ou mostra a bebida.
    O que vocês queriam era café, não as xícaras, mas instintivamente quiseram pegar as melhores.
    Eles começaram a olhar para as xícaras, uns dos outros.
    Agora pense nisso:
    A vida é o café.
    Trabalho, dinheiro, status, popularidade, beleza, relacionamentos, entre outros, são apenas recipientes que dão forma e suporte à vida.
    O tipo de xícara que temos não pode definir nem alterar a qualidade da vida que recebemos.
    Muitas vezes nos concentramos  apenas em escolher a melhor xícara, esquecendo de apreciar o café!
    As pessoas mais felizes não são as que têm o melhor, mas as que fazem o melhor com tudo o que têm!
    Então se lembrem:
    Vivam simplesmente. Sejam generosos. Sejam solidários e atenciosos.
    Falem com bondade.
    O resto deixem nas mãos do Criador Eterno, porque a pessoa mais rica não é a que mais tem, mas a que menos precisa.
    Agora desfrutem o seu café! "

    Que não nos falte café em 2017.

  • Quarta-Feira, 25/01/2017

    Depende de nós

    Prontos para mais um dia?


    Como sempre, temos duas opções: podemos viver a vida com abundância, ou podemos deixar o mundo nos dominar; podemos encher o coração de paz, amor, fraternidade, esperança, ou podemos encher de preocupação, raiva, inveja, medo; podemos usar nossa boca, ouvido e pensamentos apenas para o bem,ou vamos optar para pensamentos maus, obscenos, para prejudicar outros e a nós mesmos.



    Está tudo com nós, temos o livre arbítrio.



    Vamos a ação: eu quero um dia de fartura, não de escassez... vamos escolher, esse dia não vai se repetir. 

Pesquisar artigos anteriores

Você acha que a fiscalização deve ser rigorosa contra o comércio informal em Passo Fundo?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas