Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Ieda Almeida

  • Terça-Feira, 24/01/2017

    Ser livre

    Liberdade é uma porta trancada por dentro. Só nós podemos abri-la e tomá-la para nós com as duas mãos e a alma escancarada, diz a escritora Silvia Marques. Se preciso da autorização de alguém pra usufruir da liberdade, não sou livre. Fui apenas autorizado a fazer o que quero. Mais nada. Uma falsa liberdade. Mais uma mentira entre tantas outras que contamos para nós mesmos.

     

    Ser livre é ser responsável pelas escolhas que fazemos, assumindo as suas consequências. É ter a consciência de que no final das contas somos nós que precisamos cuidar da gente mesmo, por mais que outras pessoas se disponham a nos ajudar. Ninguém nasce por ninguém. Ninguém morre por ninguém. E por mais que as pessoas que amamos e que nos amam sofram pela gente, a nossa dor é algo único, que só nós conhecemos a real extensão e profundidade.

     

    Ser livre é dizer sim quando se quer dizer sim e dizer não quando se quer dizer não. É pedir um tempo para pensar quando se tem dúvida. É fazer tudo com vontade, sem culpa. É lutar por aquilo que se deseja sem se submeter de obsessiva ao desejo.

     

    Ser livre é saber curtir as conquistas sem medo de ser soberbo. Ser livre é aceitar que perdeu sem amargura e sem cobranças. Ser livre é saber a hora de ficar e de dizer adeus. Ser livre é permitir-se ficar triste e descrente. Ser livre é aprender a superar e seguir em frente. Ser livre é brincar com o acaso. Ser livre é se deixar levar pelas emoções. Ser livre é falar o que se pensa e fazer o que se fala. Ser livre é botar o ser humano acima das regras, o amor acima do medo. Ser livre é ser íntegro.

     

     

  • Segunda-Feira, 23/01/2017

    Vamos nos dar oportunidades!

    Muitas vezes de tanto ouvirmos que “não vamos conseguir”, antes de começar, já fracassamos.

     

    Isso ocorre em algumas situações importantes da nossa vida e sentimos que não somos bons o suficiente para conseguir alcançar nossas metas.

     

    Mas o segredo é que Devemos ter fé em nós mesmos.

     

    Somos importantes.

     

    A vontade de conseguir o que queremos tem que ultrapassar o medo de falhar. Manter pensamentos negativos nunca nos leva a lugar nenhum. Dessa forma, ter pena de si mesmo ou sentir vergonha é apenas uma forma de nos afastar dos nossos objetivos.

     

    A verdade é que a mente pode mentir para nós. Ela faz isso e é boa nesta prática. Nossa mente pode fazer com que nos vejamos como perdedores, incapazes, lerdos ou incompetentes quando isso não é verdade. O que é real é que se nos dermos a oportunidade, vamos descobrir que temos mais qualidades positivas do que pensamos e que são essas as que nos tornam especiais para as pessoas que nos rodeiam.

     

    “A vida não é fácil, para nenhum de nós. Mas… o que isso importa? Temos que perseverar e, acima de tudo, ter confiança em nós mesmos. Temos que nos sentir dotados para realizar alguma coisa e saber que temos que alcançar esse objetivo, custe o que custar.”

     

     

    Temos que perseverar, temos que nos amar e confiar em nós mesmos. Vamos nos dar uma oportunidade.

  • Sexta-Feira, 20/01/2017

    A vida é sempre uma luta

    De alguma forma, a vida é sempre  uma luta, não importa quem você é, quão poderoso você seja ou quanto dinheiro você tenha. Nada pode lhe proteger do fato de a vida ser um constante desafio.



    Mesmo que você passasse seus dias nadando nas águas cristalinas da sua própria ilha tropical, sendo assistido por uma equipe de fiéis serviçais, a vida ainda seria um desafio.



    Então, aceite o fato. Muito do sofrimento vem do fútil desejo de uma vida sem desafios ou esforços. Em nossas tentativas de evitar lutas, esforços e desafios, acabamos por jogar fora momentos preciosos que poderíamos aproveitar realizando nossas incríveis possibilidades.



    Você não pode evitar o desafio. Ele é que faz a vida acontecer. Receba bemos desafios. Tenha prazer em passar por eles e em usar essa energia para seguir em frente. Todos os dias estão cheios de desafios. Cada um oferece uma oportunidade única de crescimento e realização.



    Desfrute da sua própria eficiência em tirar o máximo dos desafios que você enfrenta. A felicidade, a confiança, a satisfação e a alegria vêm não da falta de desafios, mas da habilidade em receber bem os desafios. 

  • Quinta-Feira, 19/01/2017

    Segurando um ao outro

    A dedicada enfermeira, sobrecarregada com tantos pacientes a atender, viu um jovem entrar no quarto e, inclinando-se sobre o paciente idoso em estado grave, disse-lhe em voz alta: seu filho está aqui.



    Com grande esforço, o velho moribundo abriu os olhos e, a seguir, fechou-os outra vez. O jovem apertou a mão envelhecida do enfermo e sentou-se ao lado da cama.


    Por toda a noite, ficou sentado ali, segurando a mão e sussurrando palavras de conforto ao velho homem. Ao amanhecer, o manto escuro da morte caiu sobre o corpo cansado do enfermo. Ele partiu com uma expressão de paz no rosto sulcado pelo tempo. Em instantes, a equipe de funcionários do hospital encheu o quarto para desligar as máquinas e remover as agulhas.



    A enfermeira aproximou-se do jovem e começou a lhe dizer palavras de conforto, mas ele a interrompeu com uma pergunta: quem era esse homem? Assustada, a enfermeira respondeu: eu achei que fosse seu pai!



    Não. Não era meu pai, falou o jovem. Eu nunca o havia visto antes.  Então, porque você não falou nada quando o anunciei para ele?  Eu percebi que ele precisava do filho e o filho não estava aqui.



    E como ele estava por demais doente para reconhecer que eu não era seu filho, resolvi segurar a sua mão para que se sentisse amparado. Senti que ele precisava de mim. Nesses dias em que as pessoas caminham apressadas, sempre com muitos problemas esperando solução, não têm tempo sequer para ouvir o desabafo de um coração aflito, um jovem teve olhos de ver e ouvidos de ouvir o apelo mudo de um pai no leito de dor.



    É tão triste viver na solidão...


    É tão triste não ter com quem contar num leito de morte... Seja uma presença amiga, sincera, que proporcione segurança. Há tantos enfermos solitários precisando de um gesto qualquer de afeto para sentir que viver ainda vale a pena. Pense nisso e procure ser a companhia de alguém que precisa de você neste exato momento.      

     

  • Quarta-Feira, 18/01/2017

    Na hora certa

    Certa vez ouvi uma história contada por um velho amigo que gostava de fazer passeios de barco.



    Ele estava em um de seus passeios e ao caminhar pelo navio, viu um dos membros da tripulação escalando as cordas, indo até o "ninho do corvo". Quando estava na metade da escalada, o navio balançou, pendeu para um lado e ele foi jogado ao mar. Quando bateu na água, começou a gritar por ajuda enquanto batia os braços descontroladamente, se esforçando para sobreviver. Meu amigo viu que um marinheiro observava o homem na água de forma calma e tranqüila, sem esboçar nenhuma reação.



    Após um curto tempo o homem na água se cansou e começou a afundar.  Imediatamente o marinheiro que observava tranqüilo saltou ao mar e salvou a vítima que se afogava.



    Depois que ambos estavam em segurança à bordo, meu amigo foi até o marinheiro que fez o resgate e perguntou, 
    - Porque você esperou tanto tempo para saltar na água e salvar este homem?



    Com a mesma calma, o marinheiro respondeu, 
    - Eu percebi que o homem lutava muito na água e era grande a possibilidade de ambos morrerem se eu saltasse rapidamente. Há muito tempo eu aprendi que é melhor deixá-lo lutar por algum tempo, e quando chegar ao fim de sua própria força, eu posso saltar na água e salvá-lo com segurança.



    Você se sente como o homem que se afogava nesta história? Você caiu de seu lugar cheio de conforto e segurança, e você está lutando por sua sobrevivência? Você gritou pedindo à Deus para vir salvá-lo?



    Jamais perca a fé! Deus só está lhe dando a oportunidade de salvar-se por si mesmo. Se suas forças chegarem ao fim, Deus saltará na água e salvá-lo-á! 

Pesquisar artigos anteriores

Você acha que a fiscalização deve ser rigorosa contra o comércio informal em Passo Fundo?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas