Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Ieda Almeida

  • Quinta-Feira, 10/08/2017

    Dizendo: "você está errado"

    Uma das maneiras mais certas de você ser agredido, repreendido, desprezado e humilhado por alguém é dizer-lhe: “você está errado”. As pessoas simplesmente odeiam ouvir isso – o que geralmente significa que o odiarão por você haver dito isso! Afinal, todo mundo quer estar certo.

     

    Quando você diz a uma pessoa “você está errado”, ela geralmente acrescenta sua própria interpretação sobre suas palavras. Em geral, conclui que você está querendo dizer: “você está errado, portanto, é incompetente”.

     

    Assim, se é importante que a outra pessoa aprecie seu ponto de vista e obedeça suas instruções, tente outra alternativa. Algo do tipo: “respeito sua opinião, mas a minha é diferente”... ou “minha experiência não condiz com a sua”, ou ainda, “tenho muito respeito pela sua opinião, mas não concordo com você nesse ponto”.

     

    Estar certo é um negócio muito sério. Se você quiser chegar a um acordo amigável, fale em termos de opiniões, idéias e experiências diferentes, em vez de certo ou errado. Afinal, é você quem pode estar errado.

     

    É irônico, mas queremos o respeito dos outros insistindo no fato de estarmos certos e, ainda assim, não o conquistamos. Tememos perder o respeito dos outros ao admitir que estamos errados, quando, na verdade, nós o conquistaríamos.

     

    Sempre que estamos preparados para admitir que estamos errados, as pessoas admiram nossa coragem e nos tratam com compaixão. Mesmo assim, detestamos admitir nossos erros.

     

    Se todo mundo quer estar certo, é evidente que, se você estiver preparado para deixar os outros terem razão de vez em quando, será admirado por isso.

     

    Em poucas palavras: dizer às pessoas que elas estão erradas é uma ótima maneira de conquistar inimigos. Admitir que você está errado pode ser uma boa maneira de começar uma amizade.

  • Quarta-Feira, 09/08/2017

    Lição de Vida

    Observando algumas formigas no jardim aqui de casa, percebi que todas seguiam uma mesma rota carregando folhas maiores que elas mesmas, mas, seguiam firme em direção ao formigueiro que descobri poucos passos adiante, o que para elas deveria representar uma grande viagem.

     

    De repente percebo que uma delas está com uma folha exageradamente grande nas costas, deveria ser pelo menos vinte vezes maior que ela, e seu esforço era notado a distância. Fiquei ali imaginando o orgulho dessa formiga presunçosa, carregando aquela folha gigantesca e como ela deveria estar ansiosa em mostrar a formiga rainha como ela era forte, como ela era capaz, quem sabe até ganharia uma promoção.

     

    Enquanto a fila de formigas seguia em direção ao formigueiro, essa formiga girava em volta de si mesma, sem conseguir sair do lugar, seu esforço era tão grande que mal avançava um passo, voltava dois para trás, estava tão cega, tão entretida na sua luta de carregar aquele mundão nas costas que nem percebeu que todas as formigas largaram as folhas para escapar do pé de um menino que vinha correndo atrás de uma bola.

     

    As formigas escaparam por pouco, mas nossa amiguinha não teve a mesma sorte, morreu esmagada, agarrada a sua folha gigante.
    Assim como a formiga, nós seres humanos inteligentes e sensíveis, vez em quando queremos carregar mais coisas em nossas costas que podemos suportar, os problemas dos outros, as dores do mundo e a ganância de querer sempre mais, de ser mais e melhor e quando acordamos para a realidade estamos esmagados pelo peso de nossa insensatez.

     

    Cuide mais de você, o dia passa, as pessoas passam, o tempo passa, mas você fica, você será a sua eterna companhia, todos podem até fugir de você, mas você não pode fugir desse encontro com você mesmo, com a sua paz interior, com a sua felicidade. Por amor a você, carregue apenas a sua mala, e de preferência, o mais vazia possível!

     

    *Paulo Roberto Gaefke

  • Terça-Feira, 08/08/2017

    Acalme o seu coração

    Embora nos tentem provar o contrário, em muito a vida é pesada, difícil, perigosa e traiçoeira. Passaremos por muitos momentos de alegria, prazer e contentamento, mas há muita dor e decepção a ser enfrentada. Fazemos parte de um ciclo imerso em instantes de pura magia e felicidade, mas também pontuado por dissabores e tristezas. É assim que sempre foi, é e será. Os ventos virão, sem pestanejar; cabe a nós tentar passar pelos descaminhos sem que nos percamos de nossa essência em meio às lutas diárias, pois o que nos sustenta é sempre essa força que existe aqui de dentro de cada um de nós. É preciso um coração tranquilo.


    Lembre-se sempre de que o seu caminho é você quem constrói. Somos responsáveis pelas escolhas que fazemos e consequentes resultados a serem colhidos. Nem sempre optaremos acertadamente, nem sempre estaremos confiantes em nossas decisões, mas é preciso que escolhamos diante da vida, sem descanso, pois os caminhos à nossa frente são inúmeros. Temer a ação apenas nos paralisará no tempo, tolhendo-nos conquistas importantes, não nos oportunizando avanços e aprimoramentos que nos desenvolvam e nos tornem mais gente. Acalme o seu coração.

     

    Culpe-se, mas não por muito tempo, apenas de forma a refletir sobre os erros, dimensionados na medida exata para que sirvam como lições de vida. Sempre teremos novas chances para tentar reparar o que foi malfeito, mal falado, mal entendido. Haverá quem não desista da gente ali do nosso lado, estendendo as mãos com sinceridade, ouvindo-nos, aconselhando-nos e lutando por nós. São essas pessoas que devem ser valorizadas e cultivadas em nossas vidas, são elas que nos resgatarão de nossas misérias emocionais, para que nos reergamos incansavelmente. Acalme o seu coração.

     

    Chore, renda-se à tristeza e ao luto, dispa-se e enfrente a escuridão à sua volta. É preciso experenciar o frio da alma em sua vulnerabilidade, em suas fraquezas, permitindo-nos sentir a dor do que nos atinge, nos revolta, nos aniquila. A pouco e pouco, os ventos abrandam, levando consigo os fantasmas que insistem em nos afligir. Sempre haverá o amanhã, o recomeço, chances de se refazer. Haja o que houver, conservemos a esperança, o motor do pulsar de nosso viver. Acalme o seu coração.

     

    Sim, as pessoas vão embora de nossas vidas, às vezes aos poucos, outras vezes abruptamente. A única certeza que podemos ter diz respeito exatamente ao fato de que, quanto mais vivermos, mais perdas teremos, mais gente sairá de nosso caminho. A saudade é um alto preço a se pagar pela qualidade das interações que cultivamos em nossa jornada. É necessário que aproveitemos ao máximo as convivências que nos fazem bem, para que acumulemos mais e mais lembranças que nos aliviarão a dor da saudade. Não podemos fugir a ela, mas podemos evitar o remorso por não ter agido como deveríamos com quem nos foi vital. Acalme o seu coração.

     

    Será inevitável nos decepcionarmos com as atitudes alheias. Se vivemos em sociedade, estamos convivendo em meio a diversos pontos de vista, a diferentes pensamentos e valores. Quase ninguém agirá da forma como queremos ou pensará de acordo com o que desejamos. Cada um sentirá as coisas à sua maneira e nos oferecerá aquilo que possuem dentro de si, nada mais do que isso. Devemos esperar o inesperado a que ninguém foge, encarando o que é diferente como um olhar outro que poderá nos ser útil e até nos salvar de alguma convicção que nos emperrava um avançar desejável. Acalme o seu coração.

  • Segunda-Feira, 07/08/2017

    O parafuso correto

    Algumas vezes é um erro julgar o valor de uma atividade simplesmente pelo tempo que se demora em realizá-la.

     

    Um bom exemplo é o caso do expert que foi chamado para arrumar um computador muito grande e extremamente complexo... um computador de 12 milhões de dólares.

     

    Sentado na frente do monitor, apertou umas quantas teclas, balançou a cabeça, murmurou algo para ele mesmo e apagou o equipamento.

     

    Pegou uma pequena chave de fenda do bolso e deu uma volta e meia em um minúsculo parafuso.
    Então, ligou o computador e comprovou que funcionava perfeitamente.

     

    O presidente da empresa se mostrou surpreso e satisfeito. E se ofereceu para pagar o serviço à vista.

     

    - Quanto te devo? - perguntou.
    - São mil dólares pelo serviço.

     

    - Mil dólares? Mil dólares por alguns minutos de trabalho? Mil dólares só para apertar um simples parafuso? Eu sei que meu computador vale 12 milhões de dólares, mas mil dólares é muito dinheiro. Pagarei somente se me mandares uma fatura detalhada que justifique o valor.

     

    O especialista confirmou com a cabeça e foi embora... Na manhã seguinte o presidente recebeu a fatura, a leu com cuidado, balançou a cabeça e a pagou no ato. A fatura dizia:

     

    SERVIÇOS PRESTADOS:
    Apertar um parafuso ...................................... 1 dólar
    Saber qual parafuso apertar............................... 999 dólares.

  • Sexta-Feira, 04/08/2017

    Coisas que as mulheres fortes têm em comum

    As mulheres fortes são capazes de encontrar a felicidade por si mesmas. Têm suficiente confiança nelas mesmas, o que lhes permite serem felizes sem a necessidade de buscar o reconhecimento ou a aprovação dos outros.

     

    Elas são independentes emocionalmente e conseguem estabelecer relações saudáveis sem a necessidade de ter que depender de seu companheiro.

     

    Essas são algumas das características que todas as mulheres fortes têm em comum. Se você conseguir adotar seus hábitos, se tornará uma delas facilmente.

     

    Buscam constantemente oportunidades para crescer


    As mulheres fortes sabem que a única coisa que se interpõe entre elas e o sucesso são suas ações. Por essa razão, estão constantemente dando passos para seu objetivo, sem se importarem se são movimentos lentos. Façam o que fizerem, não ficam esperando que o sucesso chegue. Elas avançam até o crescimento, para melhorar quem são.

     

    Tratam bem a si mesmas


    Em muitos casos, as mulheres podem ser bombardeadas com mensagens que lhes fazem sentir como se não fossem “boas o bastante”, caso não se adaptem a certos estereótipos. No entanto, as mulheres fortes sabem muito bem quem são.

     

    Apesar de muitas vezes ser difícil se amar desde o início, é algo que você pode aprender a fazer, conhecendo bem a si mesma.

     

    Quando descobrir quais são as suas forças, alcançará um potencial que nunca havia imaginado que tinha.

     

    Confie em seu próprio julgamento e sua relação consigo mesma será mais forte à medida que o tempo passar.

     

    Não se conformam com menos do que merecem


    As mulheres fortes não se conformam com migalhas. Essa é uma lição que muitas levam tempo para aprender.

     

    Uma vez que entendem a magnitude dessa lição, dão-se conta de que se conformar com menos é uma perda de tempo precioso que nunca recuperarão.

     

    Apontar sempre para o mais alto ajuda você a evitar as cargas de dor e a perda de tempo desnecessárias que ocorreriam caso se conformasse com algo que você considera pouco.

     

    Eliminam pessoas tóxicas de sua vida


    Isso não implica apenas as pessoas agressivas, mas também aquelas que vivem da fofoca, que criticam constantemente e que vivem de drama.

     

    É importante aprender a aplicar limites saudáveis para viver uma vida livre de bagagem emocional extra. Isso fará com que seja mais fácil para você avançar na direçãPerdoam, mas nunca esquecem.


    Perdoar é importante e você deve aprender a fazê-lo constantemente. Perdoar não é um presente para quem lhe fez mal, mas sim um presente que você dá a si mesma.

     

    As mulheres fortes sabem que o perdão é a chave para se libertar da ira. Sem isso, permanece-se num constante estado de amargura e rancor que leva à infelicidade.

     

    No entanto, ainda que perdoem, lembram-se de quem lhes fez mal. Assim, aprendem com seu erro e são cautelosas com quem devem ser.

     

    Não se preocupam com o que os outros pensam


    Para elas, é importante não cair no jogo das comparações, pois sua felicidade depende disso. As mulheres fortes não dão ouvidos a pensamentos pessimistas que outras pessoas possam ter delas.

     

    No fundo, sabem bem que o sucesso ou o fracasso depende apenas de suas próprias decisões.

     

    As opiniões dos que não têm a experiência necessária podem ser obsoletas, porque você só deve levar em conta as opiniões das pessoas a quem você pedir opinião.

     

    Sabem que não são perfeitas e entendem que está tudo bem


    Absolutamente ninguém é perfeito, menos ainda aqueles que acreditam sê-lo. Por isso, as mulheres fortes têm o poder e a capacidade de se aceitar, com suas forças e fraquezas.

     

    Isso lhes permite serem pessoas muitos adaptáveis, coisa que, ainda que você não acredite, permite-lhes viver uma vida de maneira plena.

     

    Para elas, perder tempo sentindo tristeza pelo que não são é algo absurdo. Afinal, a vida é muito curta para focar nisso.

     

    Respeitam a si mesmas e não fazem nada que lhes pareça injusto consigo


    As mulheres fortes são muito mais conscientes de seu próprio valor que as que não são. O caminho para a descoberta do valor real é muito diferente para cada mulher.

     

    Para algumas, não chega até se encontrarem no fundo do poço.

     

    De fato, muitas mulheres fortes nem sempre foram assim, mas descobriram sua verdadeira força após atravessarem situações difíceis.

     

    Algumas vezes, há que se chegar no ponto em que não existem mais lágrimas para chorar para que a mudança comece a acontecer.

     

    Constroem um forte sistema de apoio pessoal


    É normal que as mulheres fortes contem com redes de relações interpessoais muito fortes e sólidas. Isso significa que a maioria das soluções de problemas muito complicados pode ser encontrada apenas com uma ligação.

     

    Elas sabem que a maior força provém do pleno entendimento de que ninguém tem a capacidade absoluta para resolver por conta própria os problemas.

     

    Por Bem Mais Mulher

     

Pesquisar artigos anteriores

Dar esmola para moradores de rua resolve problema social?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas