Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Luciano Silveira

  • Quinta-Feira, 27/04/2017

    Nos trilhos

    Não foi um bom 1º turno para o S.C Gaúcho na Terceirona. Em seis jogos, apenas uma vitória.

     

    Isso é pouco para quem tem quase 100 anos de uma história gloriosa.

     

    Em cima disso vieram as mudanças: sai Ricardo Attolini e entra.... ? Ainda não sabemos quem será o novo comandante técnico, mas a mexida promovida pelo presidente Gilmar Rosso precisa surtir efeito.

     

    No próximo domingo, às 11h, o Periquito do Boqueirão encarará o Elite de Santo Ângelo e que esse seja o jogo da virada!

     

    Estar em 5º lugar, em uma chave com sete equipes, faz com que o Gaúcho tenha que iniciar seu período de recuperação em casa e tem que ser já neste final de semana.

     

    Futebol é assim mesmo... Cheio de idas e vindas e o que importa é que o Gaúcho tem que seguir, firme e forte.

     

  • Quarta-Feira, 05/04/2017

    Arrancada com o pé direito

    Não foi nada fácil... E nada será fácil na “Terceirona” gaúcha, mas o Periquito do Boqueirão sabe disso e não se mixou! 2x1 de virada sobre o Igrejinha na estreia.

     

    O placar é importante, sim, tem que ganhar sempre dentro de casa, mas o mais importante aqui foi a maneira que isso foi conquistado.

     

    Como manda o regulamento, o elenco é basicamente formado por jogador jovens (23 anos é o limite), sendo assim a tranquilidade, a cancha, a tarimba precisa ser conquista rapidamente para não tropeçar demais.

     

    Ano passado foi o que faltou na final perdida em casa contra o Guarani de Bagé.

     

    Começar ganhando pode significar a tranquilidade necessária para solidificar um trabalho que não é simples.

     

    Tem muita coisa ainda pela frente, mas gostei! Depois de sofrer com a angustia do Passo Fundo, nada melhor do que saborear uma vitória como essas...

     

    Que venham outras glorioso Gaúcho!

  • Quinta-Feira, 30/03/2017

    Caiu!

    Uma triste quarta-feira (29/03)... Nesse dia o EC Passo Fundo ganhava do Brasil de Pelotas e não comemorava, afinal o time do Vermelhão da Serra estava na segunda divisão do futebol estadual.

     

    Seria preciso o famoso “textão” para tentar explicar o ocorrido! Não vamos tão longe.

     

    O que não precisamos agora é uma caça às bruxas. O clube precisa mais do que isso, precisa se reinventar, estipular metas, ter ambições, querer mais.

     

    Viver apenas para participar, nunca assumir um protagonismo, não ganhar jogos grandes, não participar de decisões ou mesmo de fases mais “quentes” de campeonatos vale a pena?

     

    Para ser grande tem que pensar grande e o Passo Fundo não pensava assim.

     

    Um clube vencedor forma torcida.

     

    Hoje o Passo Fundo tem simpatizantes, não tem torcida. Isso não provoca as mais profundas transpirações necessárias para vencer.

     

    É preciso dar um passo para o lado, repensar e, quem sabe, voltar grande, vencedor, temido e lutador.

     

    Triste sim, mas derrotado o Passo Fundo não pode ser!!!

  • Quinta-Feira, 23/03/2017

    Respirando por aparelhos!

    O Passo Fundo depois de mais um jogo sem vencer (9 jogos e apenas 1 vitória), segue vivo apenas por aparelhos.

     

    Com 6 pontos e segurando a lanterna do Gauchão 2017, só um milagre mantém o time na 1ª divisão estadual.

     

    Não pela matemática (seus adversários têm 8 pontos), mas sim pelo desempenho próprio que é muito ruim.

     

    Depois de empatar em Veranópolis, restaram apenas dois jogos (Caxias, em Caxias do Sul, e o Brasil/PEL, no Vermelhão), tem que vencer os dois compromissos e ainda “secar” seus adversários.

     

    Milagres acontecem? Sim! O futebol é um esporte que permite acreditar nisso e só por isso que seguimos acreditando que ainda dá tempo do tricolor passofundense escapar.

  • Terça-Feira, 07/03/2017

    Complicou!

    Não será nada fácil a vida do Passo Fundo nesta reta final de Campeonato Gaúcho.

     

    Com apenas quatro pontos (só uma vitória) conquistados em seis jogos, o time agora comandado por Leocir Dall’astra tem pela frente a missão de ganhar os três jogos que ainda restam dentro do Vermelhão da Serra (São José e Cruzeiro na sequência e, na última rodada, o Brasil de Pelotas), e ainda trazer pontos de Veranópolis e Caxias.

     

    Na estreia do novo comandante nada deu certo e o time foi goleado (4x1) no Estádio do Vale pelo líder 100%, Novo Hamburgo.

     

    Como classificam oito equipes para a próxima fase, até mesmo classificar é possível, mas sem dúvida hoje a missão principal de Leocir é levantar a moral da rapaziada.

     

    O desafio é enorme e voltar a atuar como na partida contra Internacional seria o ideal para a equipe do Vermelhão.

     

    Abandonar? Jamais! Agora é a hora do torcedor tricolor... Tem que encher o estádio no próximo domingo e ajudar a equipe contra o São José, adversário direto na briga contra o descenso.

Pesquisar artigos anteriores

O motorista está mais consciente no trânsito?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas