Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Quarta-Feira, 23/05/2018

    Comunidade acadêmica da UPF escolhe hoje nova reitoria

    A composição da nova Reitoria que estará à frente da Universidade de Passo Fundo (UPF) até 2022 será conhecida hoje (23). Duas chapas disputam um total de 17.847 votos, sendo 15.950 de alunos, 1.188 de funcionários e 709 de professores.

     

    A comunidade acadêmica votará das 9h às 21h30, em 36 mesas eleitorais disponíveis nas diversas unidades acadêmicas e na estrutura multicampi. O voto é pessoal e facultativo, sendo que cada eleitor deverá identificar-se através de documento de identidade que deve ser apresentado à mesa eleitoral antes da assinatura da lista de votantes.

     

    Têm direito a votar os professores em exercício na Universidade, ainda que em licença para tratamento de saúde; os professores vinculados à Universidade que estejam frequentando cursos no país ou no exterior; os funcionários da Fundação Universidade de Passo Fundo, com exercício em funções vinculadas à Universidade; os alunos regularmente matriculados nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade; e os representantes da comunidade que integram os órgãos colegiados superiores da Universidade.

     

    Na proporção, os votos de cada categoria têm pesos diferenciados: votos dos professores e dos representantes da comunidade têm peso 70 e os das demais categorias, cada uma, têm peso 15. Em cada uma das mesas eleitorais haverá duas urnas de votação. As mesas estarão situadas nos campi I e II, em Passo Fundo, e na estrutura multicampi. A apuração dos votos será feita no Centro de Eventos da UPF, após o término das eleições, previsto para as 21h30.

     

    A Chapa 1 - UPF Mais: tem como candidato a reitor Agenor Dias de Meira Junior; Vice-Reitoria de Graduação: Rosani Sgari; Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: Jurema Schons; Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários: Edemilson Jorge Ramos Brandão; Vice-Reitoria Administrativa: Adriano Lourensi.

     

    Já a chapa 2-Movimento Ação UPF, tem como candidato ao cargo de reitora Bernadete Maria Dalmolin; Vice-Reitoria de Graduação: Edison Alencar Casagranda; Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: Antônio Thomé; Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários: Rogério da Silva; Vice-Reitoria Administrativa: Cristiano Roberto Cervi.

  • Terça-Feira, 22/05/2018

    Festival Internacional do Folclore: empresários podem apoiar com abatimento através da Lei Rouanet

    O Festival Nacional do Folclore acontece no mês de agosto. Um dos eventos culturais que são sucesso em Passo Fundo, o festival encanta a comunidade, mas precisa de recursos para ocorrer, tanto que uma edição chegou a ser suspensa pelas dificuldades financeiras.

     

    Neste ano o evento acontece de 17 a 25 de agosto. Como é feito de forma tradicional, a lona do folclore é montada em anexo ao Parque da Gare, enquanto os grupos também se apresentam na Morom, realizam oficinas no Shopping e vão de encontro a comunidade.

     

    O presidente do Festival, Paulo Dutra, destacou que a organização segue com os trabalhos para levantar recursos, pois o evento é caro e conta com aporte de 20% do município. A bilheteria, por ter preços populares, garante mais 20% do necessário e o resto precisa ser conseguido por eles.

     

    Uma alternativa é a Lei Rouanet, que garante aos empresários, pelo governo Federal, um abatimento de 100% quando apoiarem este tipo de evento. Paulo pediu apoio do empresariado local para viabilizar o evento que coloca Passo Fundo na rota mundial da cultura. Lembrou que as passagens aéreas são pagas pelos grupos, mas o deslocamento dentro do Estado precisa ser custeado pelo evento.

  • Segunda-Feira, 21/05/2018

    Terceira edição do Canto Galponeiro é lançada oficialmente

    Ocorreu na noite de sábado (19) o lançamento da terceira edição do Canto Galponeiro da Música Gaúcha. O evento que aconteceu no Gran Palazzo contou além do jantar com o baile com o grupo Os Monarcas e show de César Oliveira e Rogério Mello.

     

    Em entrevista à Uirapuru, o presidente do Canto Galponeiro, Adão Cirinei da Cunha, destacou que o festival foi idealizado no galpão do Gran Palazzo. Era para ser pequeno, mas já na primeira edição a expectativa foi superada, com grande aceitação entre os músicos e a comunidade artística. Para o presidente, a terceira edição deve ser a melhor de todas e superar as expectativas. Adão avaliou como positivo evento, pois o público entendeu a proposta e abraçou o canto galponeiro.

     

    A terceira edição acontece de 18 a 20 de outubro no Gran Palazzo e deve reunir poetas, músicos e intérpretes para divulgar e celebrar os valores e a cultura do Rio Grande do Sul. Um dos homenageados nesse ano é o Gildinho, líder do Os Monarcas. O Canto Galponeiro do ano passado contou com 530 músicas inscritas, 24 composições selecionadas para a Etapa Geral e 10 para a Etapa Local.

     

    Na final, 14 canções retrataram a cultura gaúcha, o campeirismo e a essência galponeira. A milonga “De mano”, letra de Rodrigo Bauer e música de Nirion Machado, interpretada por Adair de Freitas e Nilton Ferreira, foi a grande vencedora.

  • Sábado, 19/05/2018

    3º Canto Galponeiro será lançado hoje no Gran Palazzo

    Será lançado neste sábado (19) a terceira edição do Canto Galponeiro da Música Gaúcha. O evento inicia às 20h, no Gran Palazzo. Além de jantar (costelão), haverá baile com o grupo Os Monarcas e show de César Oliveira e Rogério Mello. A entrada custa R$ 90.

     

    Em entrevista à Uirapuru, o presidente do Canto Galponeiro, Adão Cirinei da Cunha, destacou que o festival foi idealizado no galpão do Gran Palazzo. Era para ser pequeno, mas já na primeira edição a expectativa foi superada, com grande aceitação entre os músicos e a comunidade artística.

     

    Contou, em primeira mão, que entre os 44 festivais de músicas gaúchas e nativistas do Estado, o Canto Galponeiro está em quarto lugar como maior e melhor. O festival reúne poetas, músicos e intérpretes para divulgar e celebrar os valores e a cultura do Rio Grande do Sul. A atividade deverá acontecer em outubro. Um dos homenageados nesse ano é o Gildinho, líder do Os Monarcas.

     

    O Canto Galponeiro do ano passado contou com 530 músicas inscritas, 24 composições selecionadas para a Etapa Geral e 10 para a Etapa Local. Na final 14 canções retrataram a cultura gaúcha, o campeirismo e a essência galponeira. A milonga “De mano”, letra de Rodrigo Bauer e música de Nirion Machado, interpretada por Adair de Freitas e Nilton Ferreira, foi a grande vencedora.

  • Quinta-Feira, 17/05/2018

    Plataforma vai garantir segurança nas operações com boletos bancários na cidade

    Durante muitos anos, inúmeras empresas e pessoas foram vítimas de fraudes em boletos bancários. De acordo com dados oficiais da Federação Brasileira de Bancos (Febravan), este tipo de golpe somou R$ 383 milhões em 2016. Com o objetivo de garantir segurança nas operações com boletos, foi lançado ontem (16), em Passo Fundo, a plataforma Boleto Protegido. A ferramenta está disponível no www.boletoprotegido.com.br. Ela é considerada uma tecnologia inovadora e revolucionária. Até então, não havia nenhuma possibilidade de pessoas jurídica ou física se precaver à ameaça de fraudes deste tipo.

     

    Em entrevista à Uirapuru, um dos sócios, o administrador e consultor empresarial Flávio Paim, contou que a tecnologia foi desenvolvida durante um ano e, a partir de hoje, empresas e consumidores vão poder verificar se o boleto que eles têm em mãos é verdadeiro ou falso. A plataforma realiza a autenticação dos boletos através do CNAB e do Certificado Digital (e-CNPJe-CPF) do emitente e, o consumidor, ao receber um boleto por e-mail ou pela caixa de correio, consulta no site a autenticidade e veracidade do mesmo.

     

    Qualquer instituição que utilize o Certificado Digital para emissão dos boletos e opere em um dos bancos compatíveis com a tecnologia, poderá se beneficiar pela plataforma. Mais informações pelo site www.boletoprotegido.com.br.

Pesquisar artigos anteriores

Você acha que a Assembleia Legislativa deve autorizar o governo a ouvir a população sobre a venda de estatais?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas