Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Terça-Feira, 09/05/2017

    33 rádios assinam contrato de migração no Palácio Piratini

    Mais 33 rádios AM iniciam, desde ontem (8), o processo de migração para a frequência FM, em busca da melhoria da qualidade de sinal de suas programações e incremento das audiências. Os termos aditivos que autorizam a mudança foram assinados, no Palácio Piratini, pelo governador José Ivo Sartori, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e os presidentes da Abert, Paulo Tonet Camargo e da Agert, Roberto Cervo Melão.

     

    Para o ministro Gilberto Kassab, esta é uma nova fase da radiodifusão. "É uma nova fase de transformação de dezenas de radiodifusoras e que estamos concretizando aqui no Rio Grande do Sul. Das 10 mil de todo país, 1.700 aproximadamente já estão habilitadas e gradualmente estamos fazendo essas homologações", explicou.

     

    De acordo com o governador, o processo de mudança em busca de mais qualidade para os ouvintes é "um imperativo de que um novo tempo chegou. O rádio é a mais íntima plataforma de comunicação. Com a mudança, as emissoras serão modernizadas. Assim como a Agert está fazendo essa travessia, estamos construindo um novo Estado, mais moderno, eficiente e voltado às pessoas. Nada muda sem uma visão de futuro", assegurou Sartori.

     

    Segundo a Agert, a abrangência do AM já não é a mesma e está perdendo aderência. Para o presidente, Roberto Cervo (Melão), este é um novo momento para o rádio gaúcho e que também é de agradecimento ao governador pelo seu empenho. "A palavra credibilidade é a marca de seu governo. Queremos, portanto, neste dia dizer que acreditamos em um novo momento, pois trabalho, perseverança, garra e amor ao Rio Grande nunca lhe faltaram e é por isso que tens o nosso apoio", disse, ao entregar a Sartori o Troféu Agert. O ministro das Comunicações também foi agraciado com o troféu mérito radiodifusão Agert

  • Segunda-Feira, 08/05/2017

    Soja é comercializada em ritmo lento, apenas 35% em Passo Fundo

    A Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgroRS) aponta que pelo quinto ano consecutivo o Estado bateu recordes na colheita da soja. A elevação da produtividade, na avaliação da entidade, foi um dos fatores que impulsionou esta alta. No entanto, o baixo preço do grão, mais uma vez desanimou o produtor.

     

    Comparando o valor da saca de soja, com o preço pago em abril do ano passado e no mesmo mês deste ano, a redução é de quase 14%, passando de R$ 75,50 para R$ 65,20 no porto de Rio Grande. No valor do dia para venda nas cooperativas, a saca é negociada abaixo de R$ 60.  

     

    O engenheiro agrônomo da Emater, Cláudio Doro explica que o produtor continua segurando o grão na espera do melhor preço, vendendo somente o necessário. Disse ainda que, um rápido levantamento feito pela Emater, revelou que na região de Passo Fundo, a soja comercializada varia entre 30 a 35% de toda a área cultivada. A área abrange 575 mil hectares com cerca de 40 municípios.

  • Sábado, 06/05/2017

    Com alta dos preços nutricionista recomenda a substituição por alimentos mais baratos e com os mesmos nutrientes

    A crise econômica tem refletido também nos hábitos alimentares da população. Com a alta dos preços, os consumidores estão preferindo alimentos mais energéticos e calóricos por serem mais baratos. A análise é da nutricionista e especialista em Saúde Pública Sandra Paiva. Ela conta que esse comportamento tem relação direta com o aumento de casos de sobrepeso e de obesidade. Por isso, destaca que é fundamental que as pessoas procurem informações sobre como manter uma alimentação equilibrada. A nutricionista conta que os alimentos com custos mais elevados são os de origem animal, como as carnes. Por serem proteínas não podem ficar de fora da dieta balanceada, pois possuem em sua composição aminoácidos responsáveis pela recuperação de tecidos e pelo funcionamento do sistema imunológico. Uma alternativa mais em conta são as carnes de ave e suína ou então a substituição pelo ovo. Ela destaca que uma combinação perfeita de aminoácidos é o típico arroz com feijão. O prato, além de ser saudável, é mais econômico. As frutas da época também são mais acessíveis ao bolso do trabalhador. Sandra recomenda que o consumidor também aproveite para estocar produtos quando eles estiverem com preços mais baixos. A nutricionista alerta aos pais que uma alimentação equilibrada influencia no crescimento e aprendizado de crianças e jovens. Deve-se evitar o excesso de carboidratos, misturar alimentos do mesmo grupo em uma mesma refeição, como arroz e massa, alimentos industrializados e refrigerantes. Ela destaca que a obesidade é uma enfermidade que desencadeia outras doenças, como a hipertensão, diabete e colesterol.

     

     

  • Sexta-Feira, 05/05/2017

    Jurista acredita que a partir da delação premiada do ex-ministro Palloci Brasil pode ser passado a limpo

    A possibilidade de delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antônio Palloci tem preocupado a classe política e empresários que podem ser incriminados por um eventual depoimento. Há boatos de que está em construção um acordão em favor do Brasil para que Palloci não faça a delação.

     

    Alguns acreditam que se o ex-ministro contar tudo o que sabe sobre o seu período no governo federal e dos acertos que possivelmente tenham acontecido não vai sobrar nenhum político.

     

    O próprio Palocci garantiu em uma audiência com o juiz Sérgio Moro que pode revelar informações para, pelo menos, mais um ano de investigação da Lava Jato. A delação teria consequências ainda maiores para a economia do país, com implicações para diversos setores da sociedade e também para instituições.

     

    Na Uirapuru, o advogado Osmar Teixeira disse que, em razão disso, o país vive um dilema entre passar a limpo a sua história política e a dos últimos governos ou passar um pente fino. O jurista explicou que é importante que se esclareça quem é o corrupto e quem é o corruptor para que seja feita a limpeza dos processos políticos.

     

    O advogado destacou que é importante que haja um acordo para colocar o Brasil nos trilhos, mas não um que encubra as sujeiras. Estudos apontam que o país vai levar dez anos para se recuperar dos impactos da corrupção. Teixeira disse que a partir da delação de Palloci muitos assuntos vão ser esclarecidos e os líderes políticos que sobrarem vão poder acertar a vida política do Brasil e impulsionar o seu desenvolvimento.

     

    Para o advogado, é preciso passar o Brasil a limpo e reiniciar o processo do zero, com o mínimo de ética, de responsabilidade e de honestidade exigida para o exercício de um cargo público. Isso é o que se espera do país.

     

  • Quinta-Feira, 04/05/2017

    Prefeitura inicia obras de pavimentação na Vila Isabel

    A Prefeitura de Passo Fundo começou as obras de pavimentação asfáltica na Vila Isabel, atendendo uma reivindicação e compromisso assumido junto a comunidade, quando foi estipulada a data e o período da obra. Na manhã da terça-feira , começou a preparação para a base em algumas vias, haja visto que, 80% das 11 quadras de ruas que receberão o asfalto, já contam com a drenagem pluvial(canalização) realizada antecipadamente. “Nos comprometemos em reunião com os moradores e lideranças do bairro que as obras iniciariam no início de maio, e hoje, as máquinas já estão realizando o serviço. O asfalto beneficiará a comunidade com a valorização dos imóveis e também a qualidade de vida, com ruas asfaltadas e organizadas dentro do bairro”, destacou Luciano. Na reunião realizada no dia 12 de abril, na Vila Isabel, o prefeito Luciano fez o anúncio das obras de pavimentação asfáltica em 11 quadras, tendo entre elas as Ruas João XXIII, Zeca Neto, Lobo da Costa, Padre Gusmão e Felipe Portinho. O presidente da Associação de Moradores da Vila Isabel, Marcos Antônio Ramos, salientou que o asfalto é muito importante para o crescimento do bairro. “Com ruas asfaltadas, nossa comunidade poderá investir em seus imóveis, acabarão as ruas esburacadas e o barro nos dias de chuva, que dificultam a vida de todos. Agradecemos o prefeito que veio aqui, prometeu a obra e hoje está cumprindo e realizando trabalho”, disse.A pavimentação asfáltica da Vila Isabel faz parte das primeiras ações estruturais do Programa Prefeitura Bairro a Bairro que acontecerá neste mês.

     

Pesquisar artigos anteriores

O motorista está mais consciente no trânsito?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas