Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Terça-Feira, 11/07/2017

    Lei Seca em Passo Fundo: multa para quem for flagrado bebendo em via pública já está valendo

    Em vigor na cidade, a lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas, espaços públicos e de administração municipal. A bebida não é proibida na cidade, mas deve ser consumida dentro de bares, casas noturnas ou limitações de áreas particulares. Quem for pego bebendo, mesmo que dentro do seu carro, na rua, será multado em R$ 150, podendo aumentar em caso de reincidência e chegar próximo dos R$ 500. Quem não pagar será enquadrado na dívida ativa. A justificativa para a lei é que a bebida alcoólica é o grande motor da perturbação do sossego público, gerador de acidentes e até mesmo agressões. Em espaços públicos onde eventos forem organizados, estes precisarão de uma autorização da prefeitura. A fiscalização está a cargo dos agentes fiscais municipais da Secretaria de Finanças, que contarão com o auxílio dos agentes fiscais de trânsito e da Brigada Militar. Uma pergunta frequente da comunidade é como agir para denunciar quem consumir a bebida em público. A comunidade poderá então realizar isso de três formas: ligando para o 190 da Brigada Militar, ligando para a Secretaria de Finanças pelo fone 3311-4222 e Guarda Municipal no 3311-1195. Por uma questão de efetivo, a fiscalização não será intensa, mas os órgãos já destacaram que ocorrerá de forma mais frequente próximo dos finais de semana.

     

  • Segunda-Feira, 10/07/2017

    Secretaria da Segurança Pública deve investir recursos para ampliar sistema de videomonitoramento neste semestre

    Na noite da última sexta-feira  mais um homicídio foi registrado em Passo Fundo. O crime ocorreu no centro da cidade na Rua Fagundes dos Reis, entre as Ruas Morom e Independência e chamou atenção pela brutalidade. Alaércio Michelin, de 31 anos foi violentamente agredido com uma barra de ferro na cabeça, quando se aproximava de seu automóvel. A Brigada Militar confirmou que o crime foi um homicídio. Câmeras de videomonitoramento dos estabelecimentos comerciais vão ajudar a polícia a identificar o assassino. O secretário municipal de segurança pública João Darci Gonçalves da Rosa, falou sobre o assunto. Explicou que Passo Fundo possui uma média histórica de homicídios, acima de 40 no ano, números altos comparado a outras cidades com o mesmo porte.  O secretário destacou que apesar dos números negativos, o trabalho da Polícia Civil e Brigada Militar nesses casos é muito importante e eficiente, principalmente na questão de investigação e prevenção. Quase 100% desses crimes são solucionados, mesmo com pouco efetivo.  João Darci frisou que as câmeras de videomonitoramento nesses casos ajudaria a coibir esses crimes e auxiliar o trabalho da Polícia. Falou ainda, que o município possui um projeto para expansão desse sistema, sendo que em vários pontos do município os equipamentos estão instalados. O secretário informou que a Prefeitura está realizando visitas em municípios que possuem esse sistema, como Canoas e Porto Alegre. Disse que nesse semestre, o poder público irá destinar recursos para aquisição de novos equipamentos.

  • Sábado, 08/07/2017

    Interrupção de trecho da Avenida Brasil na próxima semana

    A Prefeitura de Passo Fundo e a Corsan informam que, devido às obras de substituição de rede de distribuição de água da Corsan, o trecho da Avenida Brasil, que fica entre as ruas Benjamin Constant e Saldanha Marinho, segue interrompido em meia pista no sentido Centro/Bairro Petrópolis. A interrupção vai até o dia 14 de julho (sexta-feira). Nas proximidades do local existem placas de sinalização indicando a opção de desvio das obras pelas ruas paralelas. No sentido Centro/Bairro Petrópolis o desvio poderá ser feito pela rua Fagundes dos Reis, depois seguindo pela Independência até a Antônio Araújo para novamente acessar a Avenida Brasil. As obras somente serão realizadas com tempo bom. Mais informações podem ser obtidas através dos telefones 0800-646644, (54) 3315-5000. (54) 3313-9478, (54) 3313-9455 e (54) 3313-9000.

  • Sexta-Feira, 07/07/2017

    Consumidores podem fazer a troca de alimentos vencidos nos caixas dos supermercados conveniados à Agas

    A partir de agora, o consumidor que no momento de efetuar as compras identificar que um dos alimentos está com o prazo vencido, poderá trocá-lo no caixa do supermercado por outro dentro da validade e de forma gratuita. É o que estabelece o novo protocolo do programa “De olho na validade”, que foi assinado pelo governo do Estado nesta semana. O objetivo é garantir o maior controle da validade das mercadorias. No entanto, a medida só vale para os estabelecimentos conveniados à Associação Gaúcha de Supermercados (Agas). Geralmente os locais possuem um cartaz identificando que fazem parte do programa. Para evitar fraudes e para o controle, antes da troca é incluído o número do CPF do consumidor no cupom fiscal. Em visita ao Balcão do Consumidor de Passo Fundo, nesta quinta-feira (6), a diretora executiva do Procon RS, Maria Elizabeth Pereira, explicou que no “De olho na validade” o próprio consumidor se torna o fiscal do estabelecimento no qual ele compra. Contou que uma das maiores reclamações nos Procons, relacionadas a rede de produtos, é com o vencimento das mercadorias. Em Passo Fundo, segundo a direção do Balcão do Consumidor, esse tipo de reclamação não é muito comum, mas a orientação é que o cidadão que se sentir lesado deve sempre procurar o atendimento, inclusive fazer uma denúncia junto à vigilância sanitária. O motivo da visita da diretora Maria Elizabeth ao Balcão do Consumidor foi  o de conhecer o trabalho e a estrutura do local, que já é referência em todo o Estado. São dez anos de atividades na cidade, tendo atendido nesse período mais de 75 mil pessoas, com 80% dos casos solucionados. Só nesse ano, 4.718 pessoas procuraram o auxílio do Balcão do Consumidor. Ele fica no Campus III da UPF, na Avenida Brasil Oeste, 743, no Centro. O horário de atendimento é das 12h às 17h, de segunda a sexta-feira. O telefone é o 3314-7660.

     

  • Quinta-Feira, 06/07/2017

    Governo federal anuncia 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda em 2018

    O governo federal anunciou nesta quinta-feira (6) a abertura, para 2018, de 310 mil vagas em três modalidades do Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Novo Fies). Dessas vagas, 100 mil serão ofertadas a juro zero para estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos, incidindo somente correção monetária. O Novo Fies passará a vigorar a partir de 2018. Na modalidade Fies 1, com oferta de 100 mil vagas por ano a juro zero, o estudante pagará uma parcela máxima de 10% de sua renda mensal. Outros pontos de corte serão a pontuação mínima de 450 pontos e nota na redação acima de zero no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou, também, que as universidades serão responsáveis por bancar os custos com as taxas bancárias para os empréstimos. Com isso, a economia para a União será de R$ 300 milhões, segundo o governo. Um fundo garantidor será criado para que as instituições de ensino contribuam para mitigar os riscos das operações. Agora as instituições de ensino superior privadas serão sócias também da inadimplência, elas terão que zelar por cada real emprestado, e se por acaso a inadimplência aumentar, elas terão que aportar mais recursos no fundo garantidor (...) Tem que ser sócio no filé e também tem que ser sócio no osso – disse o ministro durante o anúncio no Palácio do Planalto. Para o ministro, as modificações garantirão a continuidade do programa. Ele mostrou dados segundo os quais, em seu formato anterior, o programa acumulava uma inadimplência de 46,4%, cujo risco terá que ser absorvido inteiramente pelo Tesouro Nacional. Na segunda modalidade, o Novo Fies terá como fonte de recursos fundos constitucionais regionais. Em 2018, neste grupo serão ofertadas 150 mil vagas para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a juros de até 3% ao ano, mais correção monetária.  A terceira modalidade do Novo Fies contará com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Neste grupo, 60 mil vagas serão ofertadas em 2018 a estudantes com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos.

     

Pesquisar artigos anteriores

Você participa do movimento comunitário de Passo Fundo?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas