Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Quinta-Feira, 02/03/2017

    Com prazo menor, entrega das declarações do Imposto de Renda iniciam hoje

    Os contribuintes devem ficar atentos ao período de entrega da Declaração do Imposto de Renda. Com período menor, o prazo inicio hoje e segue até o dia 28 de abril.

     

    O pagamento do primeiro lote das restituições será feito no dia 16 de junho. Quem deixar para última hora vai receber somente em dezembro. 

     

    Quem for obrigado e não declarar pagará uma multa de 1% ao mês de atraso, com valor mínimo de R$165, calculado sobre o valor do imposto devido na declaração, sendo essa multa limitada a 20%.

     

    São obrigados a declarar o imposto de renda: quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70. Quem possuir atividade rural e obteve renda bruta em valor superior a R$142 mil. Quem teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

     

    O programa gerador da declaração está disponível para download na página da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). Não é mais preciso baixar o programa ReceitaNet para entregar a declaração.

     

    A Receita Federal espera receber 28,3 milhões de declarações. Em Passo Fundo são esperadas 38.300.

     

    Visando auxiliar quem vai declarar o imposto, a UPF oferece serviço de Declaração do Imposto de Renda à comunidade.O projeto de extensão do Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil (NAF), criado em parceria com a Receita Federal, realizará, a partir do dia 3 de março, as declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) da comunidade em geral, com rendimento bruto anual máximo de até R$ 50 mil.

     

    O trabalho, gratuito, será feito por alunos do curso de Ciências Contábeis, que esclarecerão dúvidas, e pelos professores que atuam no projeto.

     

    O atendimento no Campus I será todas as sextas-feiras à tarde, até o dia 28 de abril, das 16h às 19h, e aos sábados pela manhã, das 8h30min às 11h30min, na sala de extensão da Feac.

  • Quarta-Feira, 01/03/2017

    Redução em investimentos e clima fazem preço do leite subir nas prateleiras

    O leite no Rio Grande do Sul está ficando mais caro. Depois de uma onda de preços mais baixos, o alimento está tendo seu valor acrescido pouco a pouco devido a uma série de fatores. A alta foi de 2,2% em relação a janeiro e 17% em comparação com fevereiro de 2016 quando pago ao produtor.

     

    O preço médio pago ao produtor no campo é de R$1,25 por litro, enquanto no supermercado o consumidor paga, em média R$2,58 pelo produto. No supermercado o leite subiu 8% em apenas dois meses, conforme a Associação Gaúcha de Supermercados.

     

    Ainda conforme uma pesquisa encaminhada pela Universidade USP de São Paulo, a alta está sendo desencadeada principalmente pelo clima adverso na região Sul, que está prejudicando as pastagens.

     

    Somado a isso o produtor está investindo menos na compra de gado, manuseio da alimentação, remédios e demais insumos, o que faz a produção cair. Com menos leite no mercado, o que se têm é a alta nos preços do produto.

     

  • Sexta-Feira, 24/02/2017

    Acréscimo de horas extras garantem atendimento normal dos Bombeiros em Passo Fundo e abertura de quartéis no Carnaval

    No final de janeiro, devido ao corte de pagamento nas horas extras pelo Estado, o 7º Comando Regional do Corpo de Bombeiros em Passo Fundo enfrentou alguns problemas. As ambulâncias que prestavam socorro nas ruas do município deixaram de atender em alguns horários.

     

    Mas essa situação não vai se repetir nesse final de mês. O governo do Estado confirmou a suplementação de 1.500 horas extras para o Comando. A informação é do tenente-coronel Alessandro Teixeira Santos.

     

    A medida vai garantir que todos os serviços prejudicados ou parados voltem a funcionar normalmente, em especial a parte de prevenção de incêndios. Com a suplementação das horas extras os quartéis que fechariam a partir desta quinta-feira até a terça-feira de Carnaval vão funcionar normalmente. São eles Carazinho, Palmeira das Missões, Lagoa Vermelha e Guaporé.

     

    Se isso não acontecesse, o Corpo de Bombeiros de Passo Fundo teria que atender também o município de Carazinho nesse período. Com o problema resolvido até o final do mês, o Comando vai aguardar agora o quantitativo que virá em março.

     

    O tenente-coronel Teixeira contou que o Corpo de Bombeiros está buscando junto ao governo o repasse contínuo da quantidade de horas extras que é necessária para manter os serviços não só da região, mas de todo o estado.

  • Quinta-Feira, 23/02/2017

    Contratações para o Hospital Municipal somente serão possíveis se alguém desistir de algum cargo

    Em novembro de 2015 ocorreu o concurso público do Hospital Municipal de Passo Fundo - para cadastro reserva. Nesta semana alguns aprovados foram chamados para preencher vagas.

     

    O Hospital Municipal conta hoje com 13 médicos, 38 técnicos em enfermagem e 10 enfermeiros. O concurso realizado em 2015 tem validade de dois anos, sendo prorrogado por mais dois.

     

    Em entrevista na Uirapuru, o diretor do Hospital Municipal, Roger Teixeira Borges, explicou que a lei impede novas contratações pela questão da responsabilidade fiscal. Nesta etapa foram chamados cinco médicos.Isso só foi possível porque alguns servidores pediram o desligamento.

     

    Desta forma é feita a relocação de vagas chamando-se os aprovados no concurso para estas vagas. O diretor explica que novas contratações podem correr quando o hospital for ampliado, porém ,até lá , somente se alguém deixar uma das vagas.

     

    Os concursados que tiverem alguma dúvida devem ligar para o 3316-4500.

  • Quarta-Feira, 22/02/2017

    Na Uirapuru, deputada Stela Faria defende suspensão das medidas do governo Sartori e da renegociação da dívida com a União

    Contrária às medidas do pacote de ajuste fiscal do governo estadual, a nova líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, Stela Farias pede agora a suspensão imediata das propostas. A parlamentar também solicita o bloqueio da renegociação da dívida gaúcha com a União.

     

    Em entrevista à Uirapuru, Stela explicou que já tem elementos suficientes para que o Estado encerre essas tratativas. O Rio Grande do Sul tem o direito de receber R$ 27 bilhões corrigidos por perdas com a Lei Kandir.

     

    Conforme decisão do Supremo Tribunal Federal, o Congresso tem até novembro para compensar os estados prejudicados. Segundo a petista, o Rio Grande do Sul é um dos mais afetados. Ela ressaltou também que o governo reduziu, entre 2015 a 2016, o déficit de 4,9 bilhões para R$ 143 milhões.

     

    Com o déficit quase zerado, o Estado não possui mais problema econômico que justifique a venda de patrimônios e extinções de fundações. Nem mesmo de um acordo com a União que estabelece condicionantes ao Estado, como não poder mais revisar salários, fazer nomeações ou realizar concursos.

Pesquisar artigos anteriores

Você concorda em votar no partido e não mais no candidato?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas