Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Sábado, 02/09/2017

    Licitação do transporte Coletivo: Edital deve ser publicado neste Mês

    Assinado em 2002, com validade por 15 anos, o contrato de concessão do transporte coletivo entre a Prefeitura de Passo Fundo e as empresas Coleurb e Transpasso, encerra neste mês de agosto. Esse contrato foi alvo de uma intensa batalha jurídica que iniciou em 2007, por conta de uma Ação Civil Pública, protocolada pelo promotor Gilberto Medeiros e se estendeu por 10 anos. O Ministério Público reivindicou ao longo desse tempo a revogação do contrato e a abertura do processo de licitação para o transporte coletivo, o que não ocorreu passada uma década de idas e vindas no judiciário. Em 2013, o prefeito Luciano Azevedo, em um dos seus primeiros atos de governo anunciou que faria a licitação, “a maior da história de Passo Fundo”, segundo suas próprias palavras. Mais de quatro anos já se passaram desde então, o prefeito foi reeleito para mais um mandato, e a licitação ainda está sendo ajustada. Esse longo período de estudos, audiências públicas, pesquisas e avaliações (considerado por muitos demasiado em comparação com outras cidades que em bem menos tempo fizeram processos semelhantes) obrigará a prefeitura formular um contrato emergencial com as empresas Coleurb e Transpasso, visto que o vínculo com as mesmas está prestes a encerrar e não existe tempo suficiente para que a nova licitação seja concluída. Em entrevista na Uirapuru, o secretário de Transportes e Serviços Gerais, Cristiam Thans admitiu que será feita uma contratação emergencial com as empresas que continuarão prestando o serviço até a conclusão da licitação. Por se tratar de uma licitação complexa, se estima que o prazo de 90 dias para o término possa não ser suficiente, pois poderá ocorrer alguma impugnação ou pedido de esclarecimento, o que adia a conclusão do certame.

     

     

  • Sexta-Feira, 01/09/2017

    CDL Emprego lança novo sistema

    As 102 vagas de emprego disponíveis atualmente pelo setor de Emprego da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Passo Fundo podem ser acessadas pelos candidatos por um novo sistema. Lançado no início dessa semana, o portal permite que o candidato acesse os detalhes da vagas, se candidate à elas e altere seus dados cadastrais.Para a coordenadora da CDL Emprego, Tamires Canali, a partir de agora o candidato tem acesso total ao seu cadastro e ao encaminhamento para as vagas que deseja. “Os candidatos podem alterar desde a foto até as experiências profissionais, além de se candidatar às vagas em que preenchem os requisitos básicos”, comenta. O novo sistema trouxe agilidade e praticidade ao processo de encaminhamento. É o que afirma Carla Luciane Palinski, candidata da CDL Emprego há um mês e meio. “Desde que foi lançado o sistema eu faço tudo pelo celular: terminei de preencher meu currículo, confiro diariamente todas as oportunidades e demonstro meu interesse nas vagas que desejo”, diz. O sistema foi criado em parceria com a empresa Supera Sistemas. Para Joslei Antonietti, agente da empresa de software, o sistema web foi criado justamente para tornar mais ágil o processo de encaminhamento e fechamento de vagas de emprego. “Aos candidatos, oferecemos a opção de alterar seus dados, imprimir seu currículo e se candidatar às vagas. Para a CDL Emprego, a ferramenta permite que sejam realizadas buscas dentro do sistema para encontrar com muito mais facilidade quem preenche os requisitos para as vagas disponíveis”, enfatiza. Para conhecer e aproveitar as funcionalidades do novo sistema os candidatos podem acessar o site da CDL Emprego (www.cdlemprego-pf.com.br) e clicar em vagas disponíveis. Quem já é candidato deve entrar em contato com a entidade e obter seu login e senha. Novos cadastros podem ser feitos direto no site. O atendimento da CDL Emprego ocorre na Rua General Netto, número 443, andar térreo, de segunda à sexta-feira das 8h30m às 12h e das 13h30m às 18h. Aos sábados o setor atende das 8h às 12h. Os interessados podem entrar em contato com o setor pelo telefone (54) 3045 8802 ou 8820.

  • Quinta-Feira, 31/08/2017

    Orçamento para duplicação da BR 285 deve ser apresentado em 30 dias

    A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) do Rio Grande do Sul informou hoje (30) que o Termo de Referência para a duplicação da BR 285 em Passo Fundo está concluído. A informação foi dada pelo superintendente, Hiratan Pinheiro da Silva, em reunião com o presidente da Câmara de Vereadores, Patric Cavalcanti (DEM). Com a conclusão do documento, que fornece as diretrizes para elaboração do projeto, dentro de 30 dias o departamento deverá apresentar um orçamento para a execução da obra. Acompanhado do deputado Gilberto Capoani (PMDB), o presidente também recebeu a informação de que no projeto estão previstos, além da duplicação, dois viadutos - um no trevo de acesso à RS 135, na saída para Erechim, e outro, no acesso ao Terminal Petrolífero, próximo à Universidade de Passo Fundo. Além disso, estão contempladas outras melhorias na via, que visam a segurança dos motoristas. O presidente Patric considerou positiva as definições que devem garantir a execução da obra, tão aguardada pela comunidade passo-fundense. Ressaltou, ainda, que uma reunião já está agendada com o Governo Federal, em Brasília, para assegurar os recursos da elaboração do projeto da obra. Logo em seguida, começam as tratativas para garantir verbas para que a obra seja efetivada. Para que a mobilização seja reforçada uma comissão com vereadores, representantes do Executivo, empresários e autoridades locais deve ser formada. Na Assembleia Legislativa os representantes estaduais também estão engajados para a instalação de uma Frente Parlamentar. “Temos a certeza que a união de esforços, independentemente de bandeiras políticas ou interesses, será a chave para o sucesso desta mobilização. A BR 285 é uma rodovia importante não somente para a região e, por isso, garantir segurança para motoristas e pedestres é extremamente importante”, salientou.

  • Quarta-Feira, 30/08/2017

    Safra de grãos deste ano deve cair 10%, segundo previsão da Emater

    Com base nos últimos 10 anos, a Emater RS estima uma redução de 10% na produção total de grãos desta temporada, em relação à safra 20162017, quando foram registradas 33,3 milhões de toneladas. Para essa temporada a previsão é de 29,9 milhões de toneladas. Em entrevista à Uirapuru, na Expointer, o presidente da Emater, Clair Kuhn, destacou que um dos principais fatores é a redução do preço da soja. No ano passado, nesse messe mesmo período, a saca de soja custava em média R$ 68, hoje o valor fica entorno de R$ 58. Os valores também caíram nas demais cultivares: arroz, milho e feijão. Em relação a projeção de plantio, as quatro cultivares devem ter uma ampliação de área de 1% em todo o Estado, parte disso alavancada pela soja, que deve ter um crescimento de 3,8%. Clair Kuhn destaca que a diminuição da produção impactará também na redução do faturamento. A última safra foi de R$ 31 bilhões, já esta deve ficar entorno de R$ 25 bilhões. Ele ressaltou que é uma economia que deixa de circular, gerando um prejuízo enorme para agricultores e consequentemente para municípios e Estado. O secretário estadual do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcisio Minetto, ressaltou que, mesmo com uma excelente safra no passado, a renda será menor no campo, o que preocupa a pasta. Minetto frisou que o produtor vai ter que ser mais preciso e optar por aquela cultura que tem mais perspectiva de rentabilidade e de liquidez de comercialização. Ele contou que outros fatores como clima, pragas e doenças e oferta no mercado mundial podem ainda influenciar na produtividade final. Na cobertura da Expointer, a Rádio Uirapuru conta com o apoio de Sicredi, Amparo Clínica Veterinária, Jacto, Majufer, SOL Promotora de créditos, Passo Car, Padaria Santo Pão, Dalzotto Materiais de Construção, Balken Engenharia e Arquitetura, e Rede de Farmácias São João.

     

  • Terça-Feira, 29/08/2017

    Contribuintes têm até 11 de setembro para aproveitar o Refis

    Os contribuintes que quiserem aproveitar os descontos do REFIS municipal devem se agilizar, o prazo encerra no dia 11 de setembro. A lei prevê a redução de multas e juros para pagamentos de débitos em atraso feitos à vista ou em até três parcelas. Segundo dados da Secretaria de Finanças, os débitos mais significativos são referentes ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e o imposto sobre serviços. Mas a medida é válida também para quem tem taxas em atraso. A lei vale ainda para débitos que estão em cobrança administrativa e também para os que estão em execução fiscal. Qualquer contribuinte do município de Passo Fundo que tenha tributos não pagos com vencimento até o dia 31 de dezembro de 2016 pode se beneficiar da lei que possibilita o desconto de juros e multa. Para o pagamento à vista do tributo em atraso é concedido desconto de 100% da multa e juros. Para o pagamento em até três parcelas, é concedido desconto de 50% de multa e juros. Os interessados devem procurar a equipe da Secretaria de Finanças, que está à disposição para atender a população e esclarecer suas dúvidas. O endereço é rua Antônio Araújo, 1002, no antigo prédio da Justiça do Trabalho. O telefone para contato é 3311-4222.

Pesquisar artigos anteriores

Dar esmola para moradores de rua resolve problema social?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas