Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Quinta-Feira, 09/02/2017

    Inadimplência do consumidor cai 4,7%

    Em janeiro, a inadimplência do consumidor obteve queda em dois dos três indicativos registrados pelo Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Quando comparado o resultado de janeiro contra o mesmo mês de 2016, a retração foi de 4,7% no número de inadimplentes. Já na avaliação acumulada em 12 meses (fevereiro de 2016 até janeiro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 1,9%. Por outro lado, a inadimplência obteve alta de 3,9% em janeiro na avaliação dessazonalizada contra dezembro. Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, a maior retração foi registrada na região Sul (-4,5%), seguida pela região Sudeste (-3,4%). No Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a inadimplência no acumulado obteve alta, de 3,3%, 1,6% e 0,8%, respectivamente. De acordo com o diretor do SCPC Passo Fundo, Valter Ceolin, a situação econômica do país ao longo dos últimos anos gerou grande cautela nas famílias, inibindo o consumo e consequentemente contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência. "Mantendo a perspectiva de pequeno crescimento da economia e renda espera-se uma retomada da demanda de crédito, expandindo a renda disponível das famílias, fatores que colaboram para manter o atual cenário de estabilidade da inadimplência", comenta. O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados ao SCPC pelas empresas credoras. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal.

     

  • Quarta-Feira, 08/02/2017

    Setor imobiliário de Passo Fundo vê com esperança ampliação do Minha Casa Minha Vida

    O governo federal que vai ampliar o teto de renda para as diferentes fases do Minha Casa Minha Vida, numa tentativa de estimular a venda de imóveis que estão parados no Brasil. Na prática o governo estendeu o programa para famílias com renda mensal de até R$ 9 mil. E anunciou a meta é construir 600 mil novas casas só este ano.A faixa 1, com renda mensal de até R$ 1.800, fica como está. As mudanças serão nas outras 3 faixas.Na faixa 1,5, a renda vai subir para R$ 2.600. Na faixa 2, para R$ 4 mil.E na maior faixa de renda, que é a 3, o teto passa para R$ 9 mil. Emerson Ferrão, diretor de vendas da Arnel Imóveis, acredita que Passo Fundo terá uma influência positiva. Destacou que faixas superiores de renda sempre tiveram juros mais altos, sendo que agora terão esta facilidade. Muitos negócios que estavam parados podem ser retomados na cidade, desafogando um pouco o setor. Ferrão explicou que o mercado de Passo Fundo é amplo, abrangendo desde imóveis de valor mais baixo a grandes valores que passam de um milhão de Reais, mas é através do Minha Casa Minha vida que a maioria dos negócios é feito.

  • Terça-Feira, 07/02/2017

    Tribunal de Justiça mantém decisão e servidores inativos continuam sem vale-alimentação

    O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul negou o agravo de instrumento feito pelo Simpasso contra a liminar que negava a retomada do pagamento do vale-alimentação aos servidores aposentados da Prefeitura de Passo Fundo. O TJ-RS manteve a decisão dada pelo juiz Luís Christiano Enger Aires, que já havia negado o primeiro pedido do Sindicato. O Tribunal de Justiça reconheceu, mais uma vez, que o direito de concessão de auxílio-alimentação aos inativos é inconstitucional, independente da vontade dos administradores. Já em outubro de 2016, o TJ-RS havia apontado a inconstitucionalidade da lei municipal 286493, que estendia o benefício aos aposentados. O advogado que representa o Sindicato dos Servidores Municipais de Passo Fundo-SIMPASSO, Alcindo Roque, explicou que agora, com a decisão do TJ, da qual ainda é possível recurso, se aguarda da decisão de mérito do Mandado de Segurança interposto pelo SIMPASSO e a entidade irá analisar, se for o caso, recursos como qualquer processo judicial normal. Em dezembro de 2014, o Grêmio dos Funcionários Inativos (Grefin) havia ingressado com ação para a manutenção do benefício de vale-alimentação. Em junho de 2015, foi publicada sentença de primeiro grau determinando que o município continuasse fazendo o pagamento aos inativos. A Prefeitura, por obrigação legal, fez o recurso e o Tribunal de Justiça reconheceu a inconstitucionalidade da lei municipal de forma unânime. Esse processo transitou em julgado, isto é, não houve novo recurso do Grefin.Com a decisão, e tendo sido a lei considerada inconstitucional, a Prefeitura recebeu intimação do Tribunal de Justiça para tomar as medidas cabíveis. A Legislação Passo Fundo tem duas leis municipais que tratam da matéria auxílio-refeição para os servidores municipais, ambas datadas de 1993. Uma delas prevê o pagamento aos servidores da ativa (lei 28571993) e a outra se refere aos servidores inativos (lei 28641993).  O Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul vem desde 2005 apontando a necessidade de ajustes na legislação que regula o pagamento do vale-alimentação aos servidores municipais (com relação aos inativos, pela impossibilidade de pagamento). Inclusive, o próprio Tribunal de Contas do Estado já tinha considerado a legislação que regula o pagamento dos inativos como inconstitucional, através de Representação do Ministério Público de Contas.

  • Segunda-Feira, 06/02/2017

    Atenção estudantes: começam nesta terça as inscrições para o FIES

    As inscrições para o Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior – FIES iniciam nesta terça-feira (7). O endereço eletrônico para as inscrições é fiesselecao.mec.gov.br. Elas encerram na próxima sexta-feira (10). O FIES é utilizado para o pagamento de 10% a 100% do valor da mensalidade. A taxa efetiva de juros do financiamento é de 6,5% ao ano para todos os cursos. Só na Universidade de Passo Fundo (UPF), até o ano passado, aproximadamente 4,5 mil estudantes dependiam do FIES. Podem recorrer ao fundo quem estiver matriculado em cursos superiores que tiverem uma avaliação positiva nos processos que são conduzidos através do Ministério da Educação. É preciso que eles tenham alcançado uma nota igual ou superior a 450 pontos no ENEM. Bolsistas parciais do ProUni também pode participar. Mais informações com a Central de Relacionamento do MEC pelo telefone 0800-616161. Os candidatos aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) tem até a próxima quarta-feira (8) para realizar a sua matrícula.

  • Sábado, 04/02/2017

    Alunos da educação infantil municipal iniciam aulas na segunda- feira

    Nesta segunda- feira iniciam as aulas da rede municipal de educação infantil. Os professores já estão em atividades desde o último dia 1º, planejando aulas e acertando os detalhes para este ano letivo. Conforme a coordenadora de educação infantil do município, Marla Maffi, a Secretaria de Educação de Passo Fundo está concentrando esforços para que não faltem professores para as aulas. Isso pode fazer com que alguns setores secundários da escola fiquem desassistidos, já que a prioridade são as aulas. Marla revelou que houve um aumento no número de alunos na ordem de 11,4% na rede municipal neste ano.Boa parte se deve à migração das escolas particulares para a pública. Conforme ela, os pais devem ficar atentos aos horários do primeiro dia de aula, além da matrícula e documentação correta dos filhos. Qualquer dúvida pode ser tirada pelo telefone 3581-4322 na central de matrículas do município.

     

Pesquisar artigos anteriores

Você concorda em votar no partido e não mais no candidato?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas