Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Segunda-Feira, 16/04/2018

    Casa Vida completa quatro anos com mais de 450 famílias atendidas

    Nesse mês a Casa Vida completa quatro anos de atividades em Passo Fundo. A comemoração aconteceu ontem (15), no CTG Dom Felipe de Nadal. A entidade atende gratuitamente pacientes e familiares em tratamento de saúde na cidade. Desde a sua inauguração já foram atendidas mais de 450 famílias de baixa renda da região e até mesmo de fora do Estado, o que representa entorno de 1.500 pessoas. 

     

    Segundo a assistente social Magali Brauch, hoje os 15 leitos existentes estão ocupados. As famílias permanecem no local durante todo o período de tratamento. Na maioria das vezes, são encaminhadas pelos hospitais. Geralmente há duas ou três pessoas na lista de espera aguardando a desocupação de um leito. Além do abrigo, a Casa Vida oferece alimentação aos usuários, com quatro refeições diárias. Magali explica que a entidade vive exclusivamente de doações da comunidade local e dos arredores. 

     

    A equipe de atendimento é formada por três pessoas, mas a casa está aberta a voluntários que quiserem ajudar. Nesse ano a Casa Vida está abrindo novas frentes, o brechó e cursos de artesanato, que vão demandar o auxílio de mais pessoas. Segundo Magali, o passo-fundense tem um coração e senso de razão grande e costuma ser solidário com o trabalho da entidade. A assistente social disse que quem conhece o local se sente convidado a fazer parte dele.

     

    A Casa Vida fica localizada na Rua Bento Gonçalves, 943, próxima ao Pronto Clínica. O telefone é o 3622-5422.

  • Quinta-Feira, 12/04/2018

    Projeto de carro elétrico é concluído em Passo Fundo e empresário poderá construir veículo em breve

    A produção de um importante carro elétrico, com projeto feito em Passo Fundo, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. O sonho de ver nas ruas este veículo, desenvolvido na cidade, é do inventor João Alfredo Dresch. Na tarde da última terça-feira (10) ele recebeu das mãos do reitor da Universidade de Passo Fundo (UPF), professor José Carlos Carles de Souza, o projeto final do JAD2, o veículo elétrico alimentado por seis baterias.

     

    Desde setembro de 2016 a UPF e a empresa de Dresch mantêm um contrato de cooperação para a fabricação em escala do carro elétrico. O projeto foi desenvolvido por uma equipe que envolveu os cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil, Engenharia Química, Engenharia de Produção, Fabricação Mecânica, Design de Produto, Ciência da Computação e Engenharia da Computação. Em entrevista na Uirapuru, o coordenador do projeto de extensão, professor Moacyr da Silva Júnior, explicou que a parceria com a empresa JAD é um sonho para todos, tendo a participação de 16 alunos e 12 professores e acredita que neste ano o carro poderá ser produzido.

     

    João Alberto Dresch é morador de Lajeado e desenvolveu, por conta própria, há seis anos o JAD1, primeiro carro elétrico a ser emplacado no Brasil. Para o JAD2 a expectativa do empresário é colocá-lo em uma linha de montagem. O professor Moacyr explicou que ele usa baterias de lítio, que dão autonomia para 150km de uso urbano. Depois ele deve ser recarregado em uma tomada, ao custo de R$ 3 por carga. A velocidade do veículo pode chegar a 45kmh. Conforme o professor hoje o custo de produção do veículo é de R$ 29 mil, mas ainda não estão acrescidos os impostos, o que podem levar este valor a próximo dos R$ 50 mil depois de pronto.

     

    O professor Moacyr acredita que este será o futuro e Passo Fundo, através do Parque Tecnológico, está fazendo a sua parte na história.

  • Quarta-Feira, 11/04/2018

    Com lançamento em 2 de maio, Campanha do Agasalho deste ano vai arrecadar também alimentos

    Estamos em abril, mas logo chega o inverno e com isso muitas pessoas em situação de rua sofrem pela falta de agasalhos, além da comunidade carente em geral. Todos os anos a prefeitura, através da Secretaria de Cidadania e Assistência Social (SEMCAS), realiza a importante Campanha do Agasalho, reunindo roupas antes da chegada do frio, quando serão usadas.

     

    Em entrevista na Uirapuru, o secretário da SEMCAS, Wilson Lill, destacou que a campanha deste ano será lançada no dia 2 de maio, seguindo até 31 de julho. Conforme o secretário, a campanha é muito importante até mesmo como uma questão humanitária e a comunidade acredita neste ideal, doando também ao longo do ano.

     

    Para a edição 2018 serão recebidos também alimentos, a definir ainda posteriormente. Com agasalhos e alimentos ficará mais fácil enfrentar o frio gaúcho, que é bem mais rigoroso. Destacou que a sala de recebimento de doações trabalha com 8 a 11 mil peças mensais, todas encaminhadas a pessoas carentes. Agradeceu a parceria dos órgãos envolvidos, como a Defesa Civil, mas principalmente à comunidade.

  • Terça-Feira, 10/04/2018

    Fala Passo Fundo: comunidade pode participar hoje e avaliar trabalho da Prefeitura

    Desde o mês de outubro a Prefeitura de Passo Fundo vem disponibilizando um canal de participação direta para a população. É o Fala Passo Fundo, que no dia 10 de cada mês fica disponível por 24 horas com uma pesquisa sobre os principais serviços oferecidos pelo município, por isso hoje é dia de participar.

     

    Para participar é preciso acessar o site da Prefeitura de Passo Fundo (www.pmpf.rs.gov.br). O principal objetivo é ouvir a comunidade e ter condições de melhorar ainda mais o que é oferecido à população em diferentes áreas, como saúde, educação e infraestrutura. Qualquer cidadão pode dar a sua avaliação e contribuir com uma cidade melhor e mais eficiente.

     

    Para logar e responder às perguntas, o cidadão precisa se identificar com nome e e-mail. Ao entrar na plataforma, ícones com as áreas de serviço irão aparecer, basta escolher qual área é a desejada e clicar. Após isso, uma série de perguntas aparecerá, sendo possível marcar a satisfação e deixar um comentário. Por fim, depois de responder tudo, o usuário deve salvar para finalizar a pesquisa.

  • Segunda-Feira, 09/04/2018

    Soja no Brasil pode atingir patamar histórico com guerra comercial entre China e Estados Unidos

    A guerra comercial travada entre a China e os Estados Unidos pode ter um impacto direto no agronegócio brasileiro. Na última quarta-feira (4), os preços da soja nacional na Bolsa de Chicago bateram recorde e chegaram a US$ 1,80 por bushel. Isso significa que, com esse valor, a tonelada da soja brasileira ultrapasse em US$ 66 o valor praticado na Bolsa dos Estados Unidos, tornando o produto nacional o mais caro do mundo. O principal fator que contribuiu para o aumento do preço da soja brasileira no mercado é a tarifa imposta pela China sobre os produtos importados dos Estados Unidos.

     

    O cenário atual e as projeções para o futuro foram debatidas pelos analistas do Programa Cotações e Mercado, apresentado na manhã de ontem aqui na Uirapuru. O preço futuro da soja, para maio, está cotado em entre 76 e 78 reais. Já para julho pode chegar aos 80 reais a saca. Mario Klein, gerente executivo da HS Sementes, cita que os agricultores devem ficar atentos, já que logo após a colheita existe tradicionalmente uma queda pela procura de soja o que ocasiona queda nas cotações.

     

    Segundo o engenheiro agrônomo Cláudio Doro, atualmente o custo total de uma lavoura de soja é de R$ 3.100 por hectare. Na média que está sendo colhida de 60 sacas por hectare, e o preço de 72,00, a lucratividade fica em torno de 39% de lucro, muito melhor do que qualquer aplicação bancária.

Pesquisar artigos anteriores

Você acha que a Assembleia Legislativa deve autorizar o governo a ouvir a população sobre a venda de estatais?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas