Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Sábado, 17/06/2017

    Lei que pode permitir estacionamento nas vagas de carga e descarga preocupa comerciantes e lojistas

     O projeto de lei do vereador Luiz Miguel Scheis (PDT) que pretende autorizar motoristas a estacionarem nas vagas destinadas acarga e descarga, entre as 10h e as 16h, tem preocupado os comerciantes da área central do município. Conforme o texto aprovado na última segunda-feira (12), a medida deve valer para as avenidas Brasil e Presidente Vargas e nas ruas Teixeira Soares – da Avenida Brasil até o viaduto do bairro Vera Cruz –, Morom, Independência e General Osório. E, ainda, para os bairros Santa Terezinha, entre as ruas Coronel Pelegrini e General Prestes Guimarães, e Santa Maria, na Avenida Aspirante Jenner. OMunicípio também pode definir outras vias para seenquadrarem à lei. A responsável pela vendas do GreNal Supermercados, Marlene Gross, explica que a liberação da carga e descarga para os demais veículos vai causar transtornos para quem precisa abastecer as mercadorias ao longo dia. OGreNal, que está há mais de 50 anos na Avenida Brasil Oeste, tem uma granderotação de carga e descarga que, se modificada, vai dificultar os trabalhos. Marleneressalta que o supermercado possui muitosfornecedores que jáutilizam veículos menores, como Doblò, Sprinter e Kombi,justamente para atender nesse período do dia e não atrapalhar o trânsito. Só o fornecedor da padaria, que fica na Boqueirão, chega a fazer quatro viagens por dia para abastecer aloja. São mais de 2.200 clientes que dependem diariamente dos produtosquem vem da padaria. Marleneacredita que no momento em que a lei entrar em vigor, o próprio trânsito vai ser prejudicado com a geração defilas duplas. Eladestaca que até podem existirestacionamentosociososnesse horário, das 10h às 16h,ao longo das outras ruas, mas não é casoda área central.

     

  • Sexta-Feira, 16/06/2017

    Prefeitura estuda mudanças em cruzamento na Vera Cruz conhecido por acidentes

    Um acidente no início da semana, envolvendo três veículos entre a Rua Palmeira e a Avenida Sete de Setembro, no bairro Vera Cruz, deixou três feridos. Mesmo com sinalização, são recorrentes os acidentes no cruzamento. O secretário adjunto de Segurança Pública, Ruberson Stieven, conta que já existe um estudo prévio para melhorias no local em virtude do número de ocorrências. Apesar de 95% dos acidentes, comprovados estatisticamente, serem ocasionados por imprudência, ressalta que o Poder Público tem a obrigação de tomar algumas medidas para minimizar os problemas. Uma equipe da Prefeitura esteve no local nesta quarta-feira (14), fazendo uma avaliação final do que pode ser feito, como colocação de tachões e direcionamento de fluxo. O secretário não descarta a retirada de vagas de estacionamento próximas à esquina, ou ainda a proibição de algum tipo de estacionamento de veículos de maior porte para melhorar a visibilidade do cruzamento Ruberson ressalta que a intenção é fazer com que o trânsito se torne mais seguro, principalmente naquele ponto, fazendo com que as pessoas vejam e sejam vistas. Na próxima terça-feira (20) o grupo de mobilidade urbana da prefeitura, responsável pelos estudos técnicos do trânsito no município, vão se reunir para definir as medidas a serem tomadas. Ruberson frisa que qualquer ação vai ser realizada visando salvar e preservar vidas e evitar acidentes.

  • Quinta-Feira, 15/06/2017

    Na crise, governo também precisa receber parcelado, afirma deputado sobre projeto do parcelamento de multas de trânsito

    O deputado estadual Enio Bacci (PDT) protocolou nesta semana o projeto de lei 109/2017 que permite o parcelamento de multas de trânsito em até 12 vezes junto ao Departamento de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran). O projeto ainda prevê que o parcelamento poderá ser feito através de boleto ou cartão de crédito. O proprietário que optar pela modalidade não poderia transferir o veículo até a quitação. Em entrevista na Uirapuru, o deputado Bacci explicou que o projeto teve ampla aprovação informal dos colegas e acredita que ele poderá ser aprovado no final do ano. A justificativa é que, em tempos de crise, o Estado também deve facilitar o pagamento de dívidas. Para o deputado, parcelando as multas ficará bom para o motorista e para o Estado, que hoje deixa de receber muitos impostos porque para quitar o IPVA, por exemplo, e receber os documentos, é preciso também pagar as multas do veículo. O deputado acredita que a medida não vai incentivar novas infrações, mas sim auxiliar o motorista com menor poder aquisitivo, que muitas vezes não consegue quitar as multas à vista.

     

  • Quarta-Feira, 14/06/2017

    Projeto de Lei pretende autorizar motoristas a estacionarem no carga e descarga em horário específico na cidade

    Foi aprovado na última segunda-feira, pela Câmara de Vereadores, com 19 votos favoráveis e um contrário, foi o PL 0024/2017, do vereador Luiz Miguel Scheis (PDT), que normatiza o período de utilização de áreas de carga e descarga em alguns locais da cidade. A matéria proíbe as operações entre as 10h e 16h nas avenidas Brasil e Presidente Vargas e nas ruas Teixeira Soares – da Avenida Brasil até o viaduto do Bairro Vera Cruz –, Morom, Independência e General Osório e também nos bairros Santa Terezinha, entre as ruas Coronel Pelegrini e General Prestes Guimarães, e Santa Maria, na Avenida Aspirante Jenner. Além disso, acrescenta a possibilidade de o Município determinar outras vias para se enquadrar ao projeto.Em entrevista na Uirapuru, o vereador Luiz Miguel explicou que o projeto foi criado exclusivamente para dar mais espaço aos passo-fundenses, que hoje não encontram estacionamento no centro. Questionado sobre possíveis impactos para quem trabalha com entregas e comerciantes, o vereador afirmou que será necessária uma adaptação, já que a carga e descarga vai ser exclusiva até ás 10h e depois das 16h, quando eles poderão trabalhar. No restante do tempo os carros normais poderão fazer uso. O vereador afirmou que a medida não trará impactos negativos e hoje o espaço de carga e descarga não é ocupado na maior parte do dia, o que motivou a criação do projeto. O vereador acredita que o prefeito Luciano Azevedo sancione a lei em breve.

  • Terça-Feira, 13/06/2017

    Médico alerta: no inverno casos de infarto e AVC aumentam entre 20 a 30%

    O inverno começa oficialmente no próximo dia 21, mas as baixas temperaturas já chegaram castigando a região. Nesse período de frio, em razão de locais mais fechados, é comum a propagação de vírus e bactérias que causam inúmeras doenças. Entre as mais comuns: gripe, resfriado, asma, pneumonia, sinusite e alergias. Mas é também nessa época que aumentam os casos de infarto e Acidentes Vascular Cerebral (AVCs). Segundo o Dr. Alberi Grando, os índices sobem de 20 a 30%. O médico explica que quando o tempo está com 14 graus para menos, o organismo cria uma substância para reter o calor, como uma forma de se proteger do frio. Mas destaca que, assim como tem sua vantagem, o frio também tem desvantagens. A retenção faz com que as artérias se contraiam, podendo ocasionar em infarto ou derrame, especialmente em uma pessoa com idade mais avançada, que já possui artérias mais cansadas. Dr. Alberi orienta que o principal cuidado para as temperaturas mais baixas é se agasalhar. As estatísticas demonstram ainda que tanto o infarto quanto o AVC acontecem mais nas madrugadas e de manhã cedo, momentos em que as artérias estão mais contraídas.

Pesquisar artigos anteriores

Você participa do movimento comunitário de Passo Fundo?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas