Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Segunda-Feira, 06/03/2017

    Agronegócio é o que mantém o país em pé

    Safra bem encaminhada, clima ajudando, início da recuperação do país são alguns dos motivos apontados pelo vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder, para a expectativa de sucesso da feira. Para ele, a manutenção positiva do PIB do agronegócio é que o faz acreditar que é este setor que mantém o Brasil em pé.

     

    “O papel do agro é muito importante no país e este ano, com uma safra bem encaminhada como a que estamos tendo, nos parece que especialmente este setor vai ajudar a retomada do crescimento do país”, comenta. Além disso, a expectativa é de um melhor ânimo entre os produtores, com lavouras com bom rendimento, tanto na produção de milho quanto na de soja, o que deve aumentar o otimismo do setor.

     

    Por isso, a Expodireto, segundo Schroeder, é o local onde os produtores irão em busca de coisas novas: “os produtores precisam acompanhar as novidades e precisam estar atentos a isso, porque as inovações acontecem de uma forma muito rápida e a Expodireto cumpre este papel. A feira oportuniza a produtores, técnicos que se atualizem e a cada ano possam se modernizar”, salienta.

     

    Grande expectativa Depois de mais de um ano de incertezas na economia brasileira, com enorme expetativa em torno do crescimento do PIB, da aceleração econômica e da retomada do crescimento do país, a Expodireto Cotrijal 2017 chega hoje com todos os estandes comercializados, com capacidade para superar o número de visitantes dos anos anteriores, com melhorias na infraestrutura interna e no entorno do parque: “tudo para que os expositores, visitantes e quem trabalha na feira possam ser recepcionados com todo conforto que merecem”, ressalta Schroeder.

     

    Este ano serão mais de 500 expositores. No ano passado, a Expodireto recebeu mais de 210 mil visitantes e os 554 expositores fecharam R$ 1,518 bilhão em negócios, e representantes de mais de 70 países estiveram na feira entre os cinco dias de visitação. Para este ano, a expectativa é superar estes números.

     

    Trabalho de excelência Conforme o vice-presidente da Cotrijal, a produção vem crescendo a cada ano e o setor realiza um trabalho de excelência e a Expodireto contribui no sentido de que mostra o que há de melhor em máquinas, palestras, pesquisas.

     

    “A feira faz com que se tenha amplo conhecimento e proporciona um debate extremamente importante. E cada edição vem com um grande diferencial, a cada ano são apresentadas as principais novidades para os produtores”, avalia.

  • Sexta-Feira, 03/03/2017

    Hospital Bezerra de Menezes segue recomendações do Ministério Público Federal para adequações

    Com base na vistoria realizada pelo Ministério da Saúde ao Hospital Bezerra de Menezes, a instituição precisará fazer algumas adequações. O Ministério Público Federal (MPF) em Passo Fundo fez recomendações à instituição, a maioria de carácter administrativo.

     

    O hospital tem o prazo máximo de 120 dias para tomar as devidas providências. Entre elas a reestruturação da prática e acompanhamento do plano terapêutico singular; e a inclusão do trabalho com familiares dos pacientes da instituição, com orientação sobre diagnóstico, programa de tratamento, alta hospitalar e continuidade do tratamento.

     

    A instituição também tem que adequar as folhas de evolução médica e assentamento, assim como os registros de informação aos representantes legais ou familiares nos casos de internação, de acordo com as resoluções vigentes sobre o tema.

     

    O Hospital deve fazer ainda a instalação de detectores de fumaça nos quartos e enfermarias de psiquiatria, bem como disponibilizar pontos de oxigênio, ar comprimido e vácuo clínico.

     

    Em nota à imprensa, o Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes esclareceu que as referidas recomendações de melhorias encontram-se contempladas no plano de melhorias da capacidade instalada da instituição. Algumas delas já foram executadas.

  • Quinta-Feira, 02/03/2017

    Com prazo menor, entrega das declarações do Imposto de Renda iniciam hoje

    Os contribuintes devem ficar atentos ao período de entrega da Declaração do Imposto de Renda. Com período menor, o prazo inicio hoje e segue até o dia 28 de abril.

     

    O pagamento do primeiro lote das restituições será feito no dia 16 de junho. Quem deixar para última hora vai receber somente em dezembro. 

     

    Quem for obrigado e não declarar pagará uma multa de 1% ao mês de atraso, com valor mínimo de R$165, calculado sobre o valor do imposto devido na declaração, sendo essa multa limitada a 20%.

     

    São obrigados a declarar o imposto de renda: quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70. Quem possuir atividade rural e obteve renda bruta em valor superior a R$142 mil. Quem teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

     

    O programa gerador da declaração está disponível para download na página da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). Não é mais preciso baixar o programa ReceitaNet para entregar a declaração.

     

    A Receita Federal espera receber 28,3 milhões de declarações. Em Passo Fundo são esperadas 38.300.

     

    Visando auxiliar quem vai declarar o imposto, a UPF oferece serviço de Declaração do Imposto de Renda à comunidade.O projeto de extensão do Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil (NAF), criado em parceria com a Receita Federal, realizará, a partir do dia 3 de março, as declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) da comunidade em geral, com rendimento bruto anual máximo de até R$ 50 mil.

     

    O trabalho, gratuito, será feito por alunos do curso de Ciências Contábeis, que esclarecerão dúvidas, e pelos professores que atuam no projeto.

     

    O atendimento no Campus I será todas as sextas-feiras à tarde, até o dia 28 de abril, das 16h às 19h, e aos sábados pela manhã, das 8h30min às 11h30min, na sala de extensão da Feac.

  • Quarta-Feira, 01/03/2017

    Redução em investimentos e clima fazem preço do leite subir nas prateleiras

    O leite no Rio Grande do Sul está ficando mais caro. Depois de uma onda de preços mais baixos, o alimento está tendo seu valor acrescido pouco a pouco devido a uma série de fatores. A alta foi de 2,2% em relação a janeiro e 17% em comparação com fevereiro de 2016 quando pago ao produtor.

     

    O preço médio pago ao produtor no campo é de R$1,25 por litro, enquanto no supermercado o consumidor paga, em média R$2,58 pelo produto. No supermercado o leite subiu 8% em apenas dois meses, conforme a Associação Gaúcha de Supermercados.

     

    Ainda conforme uma pesquisa encaminhada pela Universidade USP de São Paulo, a alta está sendo desencadeada principalmente pelo clima adverso na região Sul, que está prejudicando as pastagens.

     

    Somado a isso o produtor está investindo menos na compra de gado, manuseio da alimentação, remédios e demais insumos, o que faz a produção cair. Com menos leite no mercado, o que se têm é a alta nos preços do produto.

     

  • Sexta-Feira, 24/02/2017

    Acréscimo de horas extras garantem atendimento normal dos Bombeiros em Passo Fundo e abertura de quartéis no Carnaval

    No final de janeiro, devido ao corte de pagamento nas horas extras pelo Estado, o 7º Comando Regional do Corpo de Bombeiros em Passo Fundo enfrentou alguns problemas. As ambulâncias que prestavam socorro nas ruas do município deixaram de atender em alguns horários.

     

    Mas essa situação não vai se repetir nesse final de mês. O governo do Estado confirmou a suplementação de 1.500 horas extras para o Comando. A informação é do tenente-coronel Alessandro Teixeira Santos.

     

    A medida vai garantir que todos os serviços prejudicados ou parados voltem a funcionar normalmente, em especial a parte de prevenção de incêndios. Com a suplementação das horas extras os quartéis que fechariam a partir desta quinta-feira até a terça-feira de Carnaval vão funcionar normalmente. São eles Carazinho, Palmeira das Missões, Lagoa Vermelha e Guaporé.

     

    Se isso não acontecesse, o Corpo de Bombeiros de Passo Fundo teria que atender também o município de Carazinho nesse período. Com o problema resolvido até o final do mês, o Comando vai aguardar agora o quantitativo que virá em março.

     

    O tenente-coronel Teixeira contou que o Corpo de Bombeiros está buscando junto ao governo o repasse contínuo da quantidade de horas extras que é necessária para manter os serviços não só da região, mas de todo o estado.

Pesquisar artigos anteriores

Você acha que o Brasil tem muitos feriados?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas