Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Terça-Feira, 04/04/2017

    Sartori anuncia reforço de policiais que poderá chegar a Passo Fundo

    O governador José Ivo Sartori anunciou, na manhã de ontem (3), que chamará 500 policias militares da reserva para atuar em escolas, videomonitoramento e serviços administrativos no Estado. Além destes, serão convocados também 683 concursados em caráter imediato, sendo 421 brigadianos, 101 bombeiros, 141 agentes da polícia civil e 20 integrantes do quadro de saúde da Brigada Militar.

     

    No total, serão 1.183 servidores atuando no Rio Grande do Sul.Segundo o governo gaúcho, os 500 PMs aposentados aptos a voltarem ao serviço receberão R$ 2,4 mil além da aposentadoria.

     

    Em entrevista na Uirapuru, o Comandante Regional da Brigada Militar, Coronel Euclésio Ely, explicou que o município já fez o pedido para receber este reforço, porém não tem a informação de quantos policiais podem retornar para Passo Fundo.

     

    Há um convênio de videomonitoramento assinado em Passo Fundo, o que permite que estes policiais, por exemplo, sejam enviados para a cidade.Conforme ele, a prioridade no pedido foi para policiais aposentados que são de Passo Fundo ou região, que conheçam a cidade e que tenham laços com a cidade, o que torna mais fácil a adaptação.

     

    O coronel destacou que o preparo destes policiais aposentados é rápido, após o chamamento, em no máximo 30 dias eles já estão prontos para desempenhar suas tarefas, seja no monitoramento ou outro auxílio.

     

    Os policiais aptos que quiserem trabalhar devem entrar em contato com o Comando Regional da Brigada Militar em Passo Fundo, se inscrevendo para avaliação.

     

    Além dos aposentados a serem chamados, os 683 aprovados em concurso terão as convocações publicadas ainda em abril, sendo que os primeiros devem atuar nas ruas em seis meses.

  • Segunda-Feira, 03/04/2017

    Secretaria de Saúde deve conseguir cota extra para exames laboratoriais a partir de 10 abril

    Nos últimos dias muitos ouvintes relataram à Uirapuru a demora no atendimento e as longas filas registradas no Cais da Hípica. A maior demanda é pelo agendamento de exames laboratoriais (sangue e urina).

     

    O governo do Rio Grande do Sul, disponibiliza por mês cerca de 46,4 mil exames divididos entre os laboratórios privados e os da cidade. Porém, esse número não é suficiente para atender a demanda.

     

    O secretário de saúde Luiz Arthur Rosa Filho durante o programa Repórter do Povo e a Municipalidade do último sábado, informou que o agendamento é liberado através de cotas vindas do governo do Estado. Portanto, a metodologia não depende do município.

     

    Ele explicou que o Estado libera as cotas de exames em um determinado dia, então as pessoas são orientadas a comparecer naquele dia no Cais para garantir o acesso ao exame. Isso faz com que haja a formação de longas filas.

     

    Luiz Arthur disse que nesta semana, a secretaria discutirá a possibilidade ampliar as cotas de exames. Segundo ele, a partir do dia 10 de abril, o município poderá contar com uma cota extra para os exames laboratoriais.

     

    O secretário de Saúde na oportunidade lembrou que no dia 05 e 06 de maio haverá uma Conferência Municipal de Saúde. O evento irá planejar a saúde de Passo Fundo pelos próximos 4 anos. 

     

  • Sábado, 01/04/2017

    Prefeitura vai retirar parte do canteiro da Morom com a General Netto

    A área central da cidade terá, nos próximos dias, mais uma intervenção no trânsito. Um estudo realizado pela Secretaria Municipal de Segurança Pública apontou a necessidade da remoção de parte do canteiro central no cruzamento da Morom com a Avenida General Netto, ao lado da catedral. O canteiro foi construído há alguns anos para modificar o tráfego de veículos, fazendo os carros que seguem pela Morom, descerem pela Netto, realizando o retorno quase no cruzamento com a Brasil, subindo pela Netto e aí acessando a Morom em direção ao Shopping, o que causava engarrafamentos em toda a extensão. Com a retirada de parte do canteiro o motorista que segue pela Morom atravessará a General Netto direto, o que vai desafogar o trecho. A retirada do canteiro é um teste e se for aprovado será de forma definitiva.

     

  • Sexta-Feira, 31/03/2017

    Reforma da previdência é uma punição aos trabalhadores, diz Beto Albuquerque

    Em visita à Uirapuru nesta quinta-feira (30), o presidente do PSB/RS e vice-presidente nacional da sigla, Beto Albuquerque, afirmou que a reforma da Presidência Social é uma punição para os trabalhadores.

     

    Destacou que é uma falácia o que o governo federal diz que a aposentadoria aos 65 anos representa 25 anos de contribuição. A maioria dos brasileiros, principalmente de famílias mais humildes, entra mais cedo no mercado de trabalho para ajudar os pais em casa. Se o trabalhador começa aos 16 anos, para se aposentar aos 65 anos vai contribuir 49 anos.

     

    Beto ressaltou que a reforma da Previdência é necessária, mas não a que foi apresentada. Ela tem que ser discutida com a população com uma visão mais moderna e menos interesse privado. O socialista disse que a reforma tem que ser para todos, judiciário, Ministério Público, tribunais de contas, congressos e assembleias legislativas.

     

    O ex-deputado contou que o PSB apresentou uma proposta alternativa. Ela estabelece primeiro que o governo federal deve parar de se apropriar de 30% da Previdência para gastar no que quer, hoje isso acontece por meio da Desvinculação de Receitas da União (DRU).

     

    Segundo, deve cobrar as dívidas da Previdência de bancos e empresas que, juntas, somam ao todo R$ 426 bilhões, sendo que a única empresa que faliu dessa lista foi a Varig. E a terceira é que cada brasileiro deve ter conta individualizada como acontece com o FGTS.

     

    Beto explicou que essa é a forma do trabalhador ter o controle do pagamento recolhido e corrigido na Previdência em seu nome. Frisou que essas são mudanças importantes.

     

  • Quinta-Feira, 30/03/2017

    Passo Fundo já conta com medicina alternativa e complementar no tratamento de saúde via SUS

    O Ministério da Saúde incluiu no sistema nacional de saúde as chamadas medicinas tradicionais e complementares. A portaria que estabelece a inclusão das novas práticas foi divulgada no Diário Oficial da União na última terça-feira (28).

     

    São elas: arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

     

    Passo Fundo já oferece oficialmente há dois anos a arteterapia nos três Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) e acupuntura na unidade da Nenê Graeff. Além disso, o município já disponibiliza nas farmácias alguns medicamentos fitoterápicos. Os profissionais da rede de saúde foram capacitados para fazer a prescrição dos fitoterápicos.

     

    A secretária-adjunta da Saúde, Eliana Bortolon, explicou que os pacientes que tiveram acesso a esses tipos de serviços avaliaram eles como positivos. A arteterapia tem auxiliado na recuperação de pacientes com transtornos mentais e uso abusivo de drogas. Em relação a acupuntura, contou que são muitos os relatos dos seus benefícios no tratamento de dores crônicas.

     

    Eliana ressalta que, com a portaria do Ministério, o município contará com mais recursos e poderá ampliar a oferta dos serviços. Em breve, também será oferecido reike em Passo Fundo. A secretaria está providenciando a compra dos materiais necessários.

     

    Eliana explicou que nem todas as práticas listadas pelo governo federal serão implementadas em Passo Fundo porque é preciso de profissionais habilitados. Mesmo sendo alternativas elas requerem uma formação profissional.

     

Pesquisar artigos anteriores

O motorista está mais consciente no trânsito?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas