Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Valdir Mello

  • Sexta-Feira, 27/03/2015

    Governo prorroga novamente prazo para novos extintores ABC em todo o Brasil

    A polêmica em torno dos novos extintores ABC continua. Após ter se tornado obrigatório no início de janeiro, gerando multas para quem foi flagrado sem o equipamento, o governo aceitou prorrogar  para 1º de abril, na ocasião pressionado pelas indústrias que alegaram pouco tempo para a produção. Faltando poucos dias para a data, o governo anunciou, na tarde de ontem, que vai prorrogar o início da obrigatoriedade mais uma vez. A nova data estipulada é 1º de julho de 2015. Quando a primeira data foi divulgada os estoques, na maioria das cidades, esgotaram em poucas horas indignando a população. O extintor ABC apaga incêndio em materiais sólidos como pneus, estofamentos, tapetes e revestimentos, partes elétricas e combustíveis líquidos. Ele deve ser usado em automóveis de passeio, utilitários, caminhonetes, caminhão, trator, micro-ônibus, ônibus e triciclo automotor de cabine fechada. Circular sem o equipamento constitui infração grave, com multa de R$ 127,69 e registro de cinco pontos na carteira de habilitação. Desde 2005 todos os carros zero km saem de fábrica com o extintor recomendado.

  • Quinta-Feira, 26/03/2015

    Ministério Público anuncia medidas para acabar com as badernas na rua Idependência

    As incontáveis noites de baderna, que causam transtorno aos moradores da Independência, podem estar com os dias contados. A rua concentra, historicamente, os tradicionais bares boêmios de Passo Fundo, mas vem sendo alvo de muitas reclamações. Diariamente a Uirapuru recebe dezenas de reclamações de moradores e comerciantes, que reclamam do barulho e do lixo que fica no local durante o dia. O problema é tão grave que motivou uma audiência pública, na tarde de ontem, onde o Ministério Público ouviu estes moradores, na companhia da Brigada Militar, secretários municipais e demais órgãos da cidade. Durante mais de três horas os moradores relataram o sofrimento de viver naquela região. Todos foram unanimes em dizer que a situação piorou há três anos, com o aumento do barulho. Muitos tentaram vender seus imóveis, mas ninguém demonstra interesse em comprar, alertados pela má fama do ponto. Quem tenta alugar também tem prejuízo, pois mesmo diminuindo o valor da locação em 50%, muitas vezes o imóvel fica meses fechado, ou, quando aluga, o inquilino se muda em menos de 60 dias. Os comerciantes alegaram que os frequentadores da rua urinam nas portas dos estabelecimentos, defecam, quebram garrafas e depredam placas e lixeiras. Um dos problemas mais apontados foi o alto volume de sons automotivos. O promotor Paulo Cirne coordenou a audiência e ao final anunciou ações enérgicas contra a baderna. Em parceria com a Brigada Militar e demais autoridades, será deflagrada uma Operação Sossego na área, multando som excessivo e o vandalismo. O promotor destacou que outra importante ação será rever a lei que  de espaços na entrada dos estabelecimentos. Esta lei foi aprovada pelo município e impede que os moradores passem pelo passeio. Para o som automotivo a novidade é a destruição dos aparelhos e não mais a apreensão. No passado a medida era apreensão do som ou veículo, sendo que após pagarem multas os donos recebiam os equipamentos de volta. O promotor explicou que a lei prevê a destruição dos equipamentos e pretendem fazer isso no meio da Independência, para mostrar à estas pessoas que a lei não vai tolerar mais este comportamento. As ações de fiscalização irão envolver Batalhão Ambiental, Brigada Militar, Ministério Público, Guarda de Trânsito e Ministério Público, sendo que devem começar em 30 dias e se estenderem ao longo do ano.

  • Quarta-Feira, 25/03/2015

    Municipários decidem por greve geral a partir de hoje

    O  funcionalismo público municipal decidiu em assembleia geral, realizada ontem na Câmara de Vereadores, por manter as atividades paralisadas. Desde sexta-feira, dia 20, eles estão em greve pedindo reajuste salarial.  A última oferta apresentada pelo Executivo Municipal, na quinta-feira, chegou aos 7,7% e foi recusada pelo Simpasso. Os municipários estão solicitando 10%, sendo 7% de forma imediata e os 3% restantes divididos até o mês de dezembro.  De acordo com o presidente do Simpasso, Marcelo Ebling, a proposta do executivo está muito aquém do exigido. Além disso, ele registra que a falta de interesse em negociar também foi observada pela categoria. Ao comentar a greve deflagrada pelo, o procurador-geral do Município, Adolfo de Freitas, declarou que a Prefeitura continua disposta a dialogar com a categoria. Ele reiterou, porém, que o Executivo não quer criar falsas expectativas, pois chegou ao limite com a apresentação da proposta de 7,7% de reposição salarial e não tem condições de avançar mais./ O Sindicato acredita na adesão total da categoria, para a greve que inicia hoje.

  • Terça-Feira, 24/03/2015

    Passageiros relatam arremetida em voo por causa de javalis na pista do aeroporto

    A situação do aeroporto de Passo Fundo segue causando constrangimentos e transtornos aos passageiros e companhias aéreas. Com uma pista limitada e que não pode receber grandes aviões, há poucos meses um piloto denunciou na Uirapuru as condições precárias da estrutura do local. A pista não tem cerca de proteção e , novamente, javalis causaram problemas. Há poucos dias  conforme denúncia de um passageiro, javalis na pista obrigaram um voo a arremeter para evitar uma colisão. No ano passado um avião atingiu dois javalis na aterrissagem , causando problemas no trem de pouso e obrigando uma equipe de manutenção a vir de São Paulo para os reparos. A situação da pista, com invasão de animais, é algo que foge da realidade, pois nem mesmo aeroportos do Mato Grosso e Amazônia registram este problema com tanta frequência como em Passo Fundo, alertou o passageiro.

  • Segunda-Feira, 23/03/2015

    Trabalhadores dos coletivos urbanos entram em greve a partir de amanhã se não houver negociação com as empresas hoje Segunda- Feira

    Em estado de greve desde o dia 14 de março, os funcionários dos coletivos urbanos de Passo Fundo aguardam proposta de reajuste salarial. Nesse período os motoristas e cobradores seguiram trabalhando. O Sindicato da categoria quer reajuste de 1,5% de aumento real no salário, acima da inflação, e o aumento de 180 para 250 reais no valor do ticket alimentação. A proposta atual das empresas é o valor do INPC mais 0,87% de ganho real. Hoje é o último dia para as empresas negociarem com a categoria antes que os colaboradores entrem em greve.

Pesquisar artigos anteriores

O motorista está mais consciente no trânsito?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas