Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Economia

Publicada em: 04/01/2017 , por Jornalismo Uirapuru

A A A

Imposto de Renda: defasagem de 83,12% prejudica contribuintes que deveriam estar isentos

Rádio Uirapuru
Créditos: Divulgação
Imposto de Renda: defasagem de 83,12% prejudica contribuintes que deveriam estar isentos

Um estudo do Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal (Sindifisco) apontou que as correções abaixo da inflação na tabela do Imposto de Renda gerou uma defasagem de 83,12% desde 1996. Segundo o Sindifisco, o ano passado registrou a maior defasagem anual dos últimos 12 anos.

 

O proprietário do Escritório Assecon de Passo Fundo, João Machado, explica que, como o governo federal não aumenta as faixas, cada vez mais pessoas estão pagando o imposto de renda.

 

Ele prevê que se a tabela fosse corrigida pela inflação acumulada, cerca de 30% da população deixaria de pagar o imposto de renda. Hoje, estão isentos quem recebe salário de até R$ 1.903,98. Com a correção, a contribuição aconteceria a partir de R$ 3.460,50.

 

Desta forma, também só pagaria a tabela máxima quem ganhasse acima de R$ 8 mil. O contador Machado acredita que se não houver reposição inflacionária, em um ou dois anos, a defasagem vai chegar a 100%. Ele destaca que o governo federal está usando o imposto de renda dos empregados e empresários para manter os seus gastos.

 

Enquanto o governo aumenta a sua arrecadação, o trabalhador tem perda de ganho. Para Machado, o maior prejudicado é o contribuinte que, na atual realidade, não consegue recuperar o que gasta, principalmente com a educação. A única despesa que não é limitada no imposto de renda é com a saúde.

 

A tabela do imposto de renda de 2017 deve ser publicada ainda nesse mês. Por enquanto, não há previsão se terá reajustes e qual a proporção deles. A expectativa do contador Machado é de que o governo considere o valor da inflação de 2016.

 

No ano passado, o governo optou por não reajustar a tabela. A última correção foi em 2015, quando o reajuste médio nas faixas de renda foi de 5,60%.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Caso de Polícia

com Lucas Cidade

Domingo

das 20:15 às 22:00

ouça ao vivo



Você participa do movimento comunitário de Passo Fundo?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas