Eduardo Leite assina seis decretos que visam a redução dos gastos público

Créditos: Gustavo Mansur

Em seu primeiro ato como governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) assinou, após reunião inaugural com o novo secretariado, em Porto Alegre, seis decretos para conter os custos da máquina pública no seu primeiro ano de mandato. As medidas anunciadas nesta quarta-feira (2) devem trazer uma economia de R$ 250 milhões a R$ 300 milhões nas despesas de 2019.

Falando na Uirapuru, o deputado estadual eleito Mateus Wesp (PSDB) disse que nos últimos anos o que se percebe é que o Rio Grande do Sul acabou gastando mais do que arrecadando. Com isso, Leite tem o desafio de zerar o déficit financeiro atual e organizar a casa. O deputado explicou que as medidas administrativas tomadas pelo governador não precisam da aprovação da Assembleia Legislativa, por isso são feitas através de decretos.

De acordo com Wesp, as medidas podem melhorar o funcionamento da máquina pública e dos gastos. Entre elas está o decreto que veda a criação de gastos com pessoal, como novos cargos, empregos e funções, permitindo apenas a transformação dos atuais, desde que não se aumente a despesa, estipulando como teto o gasto médio de pessoal e custeio de novembro e dezembro de 2018. Também determina a suspensão do pagamento de horas extras e que sejam feitos novos concursos públicos.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas