Agricultura familiar acumula alta de 32% nas vendas e prevê recorde na Expointer

A comissão organizadora do Pavilhão da Agricultura Familiar na Expointer informou, nesta sexta-feira (1º), que o valor acumulado de vendas em seis dias chegou a R$ 1,6 milhão. Com esse resultado, as agroindústrias familiares alcançaram crescimento de 32% em relação ao faturamento no mesmo período do ano passado. A expectativa é de que, mantendo-se a grande visitação no pavilhão e o ritmo forte de vendas, a 40ª Expointer tenha recorde de comercialização na agricultura familiar.

 

“As agroindústrias estarão abastecidas e prontas para atender ao público no fim de semana”, afirma o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Tarcisio Minetto. “Teremos produtos frescos para oferecer ao consumidor no fim de semana, quando a movimentação será ainda mais intensa no pavilhão, mantendo a qualidade da agroindústria familiar”, completa o diretor de Agricultura Familiar e Agroindústria da SDR, José Alexandre Rodrigues.

 

O Pavilhão da Agricultura Familiar (22 no mapa de localização) apresenta a produção de 201 empreendimentos familiares, congregando 1.340 famílias de 118 municípios gaúchos. O público pode percorrer 198 estandes (145 agroindústrias familiares, 47 expositores de artesanato rural e indígena, plantas e flores e seis empreendimentos do estado de Minas Gerais), além de quatro cozinhas. O espaço valoriza os credenciados no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf).

A Feira da Agricultura Familiar na Expointer é coordenada pela SDR, em parceria com a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), vinculada à Casa Civil da Presidência da República, e as conveniadas Emater RS, Fetag RS, Fetraf RS e Via Campesina.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas