A Jornada invade a cidade e cumpre sua missão

Centenas de pessoas acompanharam o Caminho das Artes durante as três noites de programação na Rua Independência

Créditos: Leonardo Andreoli

A música de Cassia Eller, interpretada por uma jovem passo-fundense no meio da Rua Independência no entardecer desta quinta-feira, diz que “alguma coisa aconteceu. Tá tudo assim tão diferente”. E realmente estava. A arte, em suas diversas manifestações, ocupou a rua e coloriu o espaço que antes era apenas ocupado pelo cinza do asfalto e pela passagem dos carros. As centenas de pessoas, que acompanharam a programação gratuita das três noites de atividades do Caminho das Artes, viram a 16ª Jornada Nacional de Literatura cumprir mais uma missão: a de jornalizar a cidade.

 

Assim como os cerca de 150 envolvidos na organização da programação inédita precisaram entender a melhor forma de realizar as atividades durante as noites, o público também se envolveu aos poucos. O número de participantes aumentou conforme os dias se passaram e eles também começaram a entender a ocupação daquele espaço.

 

A professora do curso de Arquitetura e Urbanismo e coordenadora do Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo (Viva!Emau) da UPF, Carla Portal Vasconcellos, é uma das integrantes da comissão organizadora do Caminho das Artes. Ela conta que as pessoas chegavam aos poucos para conhecer o espaço e as atividades que aconteciam ali e então passavam também a ocupa-lo e a interagir com tudo que estava acontecendo. Na última noite, acadêmicos e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo também participaram com intervenções e exposição fotográfica.

 

A Academia Passo-Fundense de Letras (APLetras) é uma das parceiras da realização do Caminho das Artes. A integrante Sueli Frosi enfatiza que a ocupação das ruas com a arte é fundamental. “A arte tem que percorrer as ruas e os corações das pessoas. Essa instalação foi genial”, reforça.

 

A atividade contou com diversos parceiros, entre eles:  Sociedade dos Poetas Vivos, MAVRS e cursos de Artes Visuais e Arquitetura e Urbanismo da UPF, Grupos Artísticos UPF Teatro Escola de Atores Dia,  Musiclass, Academia Passo-Fundense de Letras e Viva!Emau/UPF.

 

Jornada

 

A 16ª Jornada Nacional de Literatura e a 8ª Jornadinha Nacional de Literatura são promovidas pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura de Passo Fundo. Os eventos contam com os patrocínios do Banrisul, da Corsan, da Ambev, da Companhia Zaffari & Bourbon,  da Ipiranga, da Panvel, da SulGás, da Triway e da TechDEC; com o apoio cultural da BSBIOS, do Sesi e da Coleurb; patrocínio promocional da Capes, da Fapergs, da Italac e da Oniz; com a parceria cultural do Sesc;­­­ financiamento do Governo do Estado – Secretaria da Cultura – Pró-cultura RS LIC e realização do Ministério da Cultura.  Confira a programação no site www.upf.br/16jornada.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas