Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Meio Ambiente

Publicada em: 31/05/2017 , por Jornalismo Uirapuru

A A A

Projeto Charão realiza a contagem nacional do Papagaio-de-peito-roxo

Rádio Uirapuru
Créditos: Divulgação
Projeto Charão realiza a contagem nacional do Papagaio-de-peito-roxo

Mais uma mobilização a nível nacional, reunindo pesquisadores, observadores de aves e colaboradores, permitiu estabelecer o tamanho mínimo da população total do papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) no Brasil: 4.057 indivíduos. A ação tem participação do Projeto Charão, que reúne uma equipe de pesquisadores do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Passo Fundo (ICB/UPF) e de biólogos da Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA) e há 25 anos vem trabalhando tanto com o papagaio-charão, ameaçado de extinção, como também com o papagaio-de-peito-roxo, que também está na lista de espécies ameaçadas.

 

Reunindo energias desde o Rio Grande do Sul, no extremo sul da área de ocorrência da espécie, até Minas Gerais, contemplando o limite norte de sua distribuição geográfica, a contagem foi realizada no período de 24 de abril até 14 de maio, estabelecendo e atualizando o conhecimento sobre o tamanho da população de uma espécie que vem preocupando a todos que atuam na conservação da diversidade biológica do Brasil. Coordenadores do Projeto Charão, os professores Jaime Martinez e Nêmora Prestes, contam que foi possível definir que o Brasil concentra a população de 4.057 indivíduos do papagaio-de-peito-roxo.

 

Os resultados obtidos mostram que houve uma ampliação do tamanho populacional em 2017, de cerca de 11% com relação a 2016. “Esse dado reflete, a princípio, uma melhor cobertura, pelos censos, da ampla área de distribuição da espécie, o que ocorreu em quase todos os estados, com destaque para Minas Gerais, com ampliação da população em 132%, e Santa Catarina com 15%. No caso do Paraná, uma tradicional região de ocorrência da espécie, não permitiu a realização dos censos pela intensa precipitação pluviométrica durante o período determinado para a realização dos censos, o que pode explicar essa aparente redução da população”, explica Martinez, comentando que o estado do Espírito Santo entra na contagem nacional a partir de 2017, com registros do papagaio-de-peito-roxo para o Parque Nacional de Caparaó.

 

O censo aponta que o estado de Santa Catarina segue abrigando a maior parcela da população de Amazona vinacea em território brasileiro, com 64% da população nacional, seguido pelo Paraná com 19% e o Rio Grande do Sul (10%). “Mesmo que cerca de 93% da população do papagaio-de-peito-roxo ocorra nos três estados da região sul do Brasil, e onde estratégias para a manutenção dos remanescentes de Florestas com Araucárias vem ocorrendo com maior intensidade, seja no estabelecimento de áreas naturais protegidas, no uso sustentável dos ambientes florestais, entre outras, é necessário olhar com muita cautela para as pequenas populações isoladas em São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo”, destaca o professor.

 

Esforços conjuntos


De acordo com Martinez, a ação contou com a facilitação do Programa Nacional para a Conservação do Papagaio-de-peito-roxo, apoiado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, que aproximou a participação de um grande número de pessoas e instituições ao longo do território brasileiro onde a espécie ocorre. “Mais uma vez, a sinergia de esforços superou as dificuldades de cobrirmos um grande território, quase continental, ultrapassando limites de regiões biogeográficas. O reconhecimento do altruísmo das instituições parceiras, dos observadores e pesquisadores de aves, de voluntários que nesta época do ano convergem para a realização dos censos”, aponta.

 

Segundo ele, a cada ano, é possível cobrir novas lacunas de território e chegar cada vez mais perto da atual área de distribuição geográfica e do real tamanho da população total do papagaio-de-peito-roxo. “A cada ano, essa força tarefa da contagem nacional ganha novos integrantes, a cada ano fortalecemos antigos laços e construímos novas amizades”, finaliza Martinez.

 

Equipe de trabalho


Conheça os pesquisadores, observadores de aves e colaboradores envolvidos no censo nacional do papagaio-de-peito-roxo de 2017:

Minas Gerais: Kassius Santos, Lucas Carrara, Luciene C. Faria, Maria Ferreira, Marina Somenzari, Reinaldo Cazassa, Sandra Mathioni.
Espírito Santo: Tatiane Pongiluppi.
São Paulo: Andriele Rizzi, Erika Zaher, Fábio Olmos, Fernando Zurdo, Guto Carvalho, Luís Fábio Silveira, Roberto Tomasi, Tietta Pivatto.
Paraná: Andriele Rizzi, Dominique Udron, Ian Bóçon, Letícia Antqueves, Lucas Mendes, Luiz Fernando Macedo, Patrícia Serafini, Pedro Scherer Neto, Rafael Sezerban, Roberta Boss, Roberto Bóçon, Roberto Tomasi, Rômulo Silva, Tony A. Teixeira, Valdi Gonçalves.
Santa Catarina: Adriana Pagnussatt, Andriele Rizzi, Angélica Cassol, Carla Rebeschini, Daniel Geuda, Danieli Pereira, Deizi Groth, Diego Dias, Edson, Eliara Müller, Élinton Rezende, Gustavo Pieroni, Isabela Zamboni, Marcelo Monteiro, Mariléa Matiazzo, Paulo Affonso Pires Neto, Roberto Tomasi, Vanessa Kanaan, Viviane Telles Gaboardi.
Rio Grande do Sul: Élinton Rezende, Jaime Martinez, Luís Eduardo Silva dos Santos, Nêmora Pauletti Prestes, Roberto Tomasi, Thuani Wagener.

 

A coordenação das atividades do censo nacional é do Projeto Charão, vinculado ao Instituto de Ciências Biológicas da UPF, com apoio do Programa Nacional para a Conservação do Papagaio-de-peito-roxo da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

Imagens Relacionadas

Clique nas imagens para ampliá-las.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Repercussão

com Claudionor Ramos

Quarta-Feira

das 17:00 às 17:55

ouça ao vivo



Você acha que Temer deve cumprir o mandato como presidente?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas