HSVP integra Observatório de Bioética do Polo Passo Fundo

Créditos: Assessoria de Comunicação HSVP/Endil Mello

A igreja do Brasil lançou nesta quarta-feira, 7 de novembro, o primeiro Observatório de Bioética, organizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e idealizado pelo Bispo Dom Ricardo Hoepers. O lançamento foi realizado na Casa de Retiros em Passo Fundo e contou com a presença do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP). A instituição faz parte do Observatório de Bioética do Polo Passo Fundo, através da participação da psicóloga Débora Marchetti, enfermeiro Mauricio Luzzi e o fonoaudiólogo William Brizola Lisboa, que integram o Grupo Consultor de Cuidados Paliativos do HSVP.

O lançamento do Observatório de Bioética, segundo Débora, tem objetivo de apresentar os grupos de estudos interdisciplinares e multiprofissionais incumbidos de pesquisar e conectar questões bioéticas que envolvem o início, meio e fim da vida, nas perspectivas científicas, filosóficas, teológicas e pastorais.

A psicóloga explica que esses grupos são chamados de Polos de Pesquisa, Promoção e Defesa da Vida e contemplam as Arquidioceses e Dioceses do Rio Grande do Sul, localizados na sede de suas Províncias, em Porto Alegre, Santa Maria, Pelotas e Passo Fundo. “A motivação do Observatório de Bioética vem do Papa Francisco, por meio da Constituição Apostólica Veritatis Gaudium (Alegria da Verdade), que retoma a importância das Universidades, Faculdades e Igreja de se engajarem, em rede, para subsidiar os crentes e não crentes e as diversas pastorais da Igreja, na busca de possíveis respostas frente aos desafios éticos da atualidade, decorrentes dos avanços tecnológicos e mudanças de paradigmas”.

De acordo com Débora, o eixo de pesquisa Polo Passo Fundo será voltado para o fim da vida, do qual o Hospital São Vicente de Paulo tem muito interesse, “tendo em vista que precisamos ampliar o conhecimento e a discussão a respeito dessa etapa da vida, não só dentro das instituições, mas para toda a sociedade”, pontua a psicóloga.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas