Duas Cordeonas, Duas Almas e Um Chamamé é a música vencedora do Canto Galponeiro 2018

Créditos: Lucas Mello/Rádio Uirapuru

Encerrou na madrugada deste domingo (21) a terceira edição do Canto Galponeiro – Festival da Música Gaúcha. O festival iniciou na última quinta-feira (18) no Gran Palazzo e reuniu dezenas de músicos e milhares de pessoas até a grande final.

Nesse ano foram inscritas 630 músicas, dessas, 14 foram selecionadas para a Etapa Geral e 10 para a Etapa Local. Os participantes competiram pelo prêmio de R$ 6 mil. O segundo lugar recebeu R$ 5 mil e o terceiro R$ 4 mil. Os finalistas farão parte do CD e do DVD do 3º Canto Galponeiro. Todos os artistas selecionados receberam uma ajuda de custo de R$ 3 mil, sendo que o valor total do festival é de R$ 230 mil.

Os jurados avaliaram e os vencedores desta edição do festival são: música mais popular: Basto, Regeira e Caminho; melhor tema sobre Passo Fundo: Assim Nasceu Passo Fundo; melhor instrumentista: Régis Reis; melhor letra: Basto, Regeira e Caminho; melhor gaiteiro: Cássio Figueró; melhor intérprete: Igor Tadiello; 3º lugar: Ausência; 2º lugar: De Vereda e 1º lugar: Duas cordeonas, duas almas e um chamamé.

Em entrevista à Uirapuru, o empresário e idealizador da atividade, Adão Cirinei, avaliou o evento e ressaltou estar de alma lavada pelo alto nível que foi o festival. Cirinei disse ter gostado e achado de alto nível a fase local, que resultou em premiações. O presidente ressaltou a qualidade das músicas e experiências dos interpretes que passaram pelo palco.

A Rádio Uirapuru acompanhou ao vivo todas as noites desta terceira edição do festival com o oferecimento de: Eletro ACB; Ênfase Materiais de Construção; Supermercados Grenal; Compasso Seguros e Convênios; Lops’tar Vidraçaria; Self Auto Peças.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Notícias Recomendadas