Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Trânsito

Publicada em: 23/04/2018 , por Jornalismo Uirapuru

A A A

No Sem Segredo, maioria dos ouvintes cobra fiscalização mais rígida no trânsito

Rádio Uirapuru
Créditos: Gabriel Nunes/Rádio Uirapuru
No Sem Segredo, maioria dos ouvintes cobra fiscalização mais rígida no trânsito

Começou a vigorar na última quinta-feira (19) a lei que torna mais rigorosa as penalidades para os motoristas embriagados. A partir de agora o condutor bêbado que provocar acidente com morte será enquadrado no crime de homicídio culposo (sem intenção de matar). A pena varia de cinco a oito anos de prisão. Até então, a lei previa a reclusão de dois a quatro anos de detenção para quem matasse ao volante, sendo que penas inferiores a quatro anos permitiam que a punição fosse convertida em prestação de serviços à comunidade.

 

Por isso, o Sem Segredo de sábado (21) questionou os ouvintes se eles acreditam que lei mais rigorosa para motorista bêbado que matar no trânsito vai reduzir a violência. Participaram do programa o Secretário Municipal de Transporte, João Darci Gonçalves da Rosa, e a titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Desaparecidos da Polícia Civil de Passo Fundo, Daniela de Oliveira Minetto.

 

A maioria dos ouvintes cobra uma fiscalização completa e mais rigorosa no trânsito. Segundo eles, algumas pessoas não têm consciência ao volante e vão para lugares sabendo que, mesmo se beberem, poderão dirigir, já que dificilmente há fiscalização na hora da saída de festas, por exemplo.

 

A titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Desaparecidos da Polícia Civil de Passo Fundo, Daniela de Oliveira Minetto, declarou que a ideia da lei que torna mais rigorosa as penalidades para motoristas embriagados é diminuir a criminalidade no trânsito. E, segundo ela, é possível reduzir números, principalmente, se o motorista tiver conscientização e educação ao volante, além de condições melhores na infraestrutura de estradas. Daniela frisou que o motorista precisa lembrar que estando em uma direção, não pode ingerir bebida alcoólica em nenhuma quantidade. Ela declara que, em muitas vezes, quem bebe e dirige não tem a consciência de que pode estar cometendo o próprio suicídio ou até acabar com a vida de algum ente querido, não só de pessoas desconhecidas.

 

Na opinião do Secretário Municipal de Transporte, João Darci Gonçalves da Rosa, esta nova lei será diferente de outras, que são criadas, mas não surgem o efeito proposto no início. De acordo com ele, no momento que alguém se envolver em um acidente estando bêbado e matar uma pessoa, o indivíduo será preso e terá que cumprir a pena, mesmo se não tiver antecedentes criminais. O Secretário frisou que isso faz com que a população repense suas atitudes atrás do volante, pois o objetivo da lei é punir a pessoa e ela cumprirá a pena.

 

Gonçalves acredita que a lei reduzirá os crimes no trânsito. Segundo ele, alguns países, dentre eles o Brasil, não adotaram medidas preventivas para que se reduzisse esse tipo de violência e a nova lei surge como um mecanismo para que isso aconteça. O Secretário acredita que, para os índices ficarem mais baixos, será preciso a ajuda de órgãos de fiscalização, mas, principalmente, da informação que o condutor do veículo deve ter sobre a nova lei.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Repórter do Povo

com JG e Ieda Almeida

Segunda-Feira

das 08:10 às 10:45

ouça ao vivo

Você acha que a imprudência dos motoristas é a causa dos acidentes na ERS 324, entre Passo Fundo e Marau?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas